Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 16/09/2019

Cidades - A | + A

Folclore cuiabano 25.08.2019 | 07h14

Saberes são repassados por gerações; veja lendas de Cuiabá

Facebook Print google plus

Em 22 de agosto de 1846, o escritor britânico William John Thoms criava o termo "Folclore", derivado da junção das palavras ‘folk’ que pode ser traduzida como "povo" e "lore" que significa conhecimento.

 

Luiz leite

Folclore

Aníbal Alencastro


Na data em que se comemorou o Dia do Foclore, na manhã da última quinta-feira (22), o esteve com o estudioso Aníbal Alencastro, que relembrou alguns dos costumes e hábitos que fazem parte da cultura cuiabana. Confira:


Ervas medicinais
Aníbal, que é natural do Distrito da Guia, se mudou para Cuiabá ainda criança e lembra da falta de saúde pública na comunidade. “Médico que aparecia lá era só em época de eleição”, conta.


Buscando aliviar ou até mesmo sanar os problemas de saúde, a população fazia uso de medicamentos naturais, como ervas e plantas medicinais. Arruda e Santa Maria são alguns dos exemplos citados pelo historiador.


Benzedeiras
Aníbal se lembra ainda das benzedeiras, senhoras idosas que tinham como prática o uso da fé, como meio para curar enfermidades. “Quando a criança era pequenininha, tinha uma doença que se chamava arca caída. Leva lá pra benzedeira...”, recorda.

  

Luiz Leite

Folclore

Iracema Leite

Filha de benzedeira 
“Eu sou filha de dona Inês, uma mulher forte e ela era benzedeira” diz a dona de casa, Iracema, de 62 anos, ao relembrar os procedimentos da falecida mãe. “De arca caída, ela benzia era com um pano, media o braço, depois ela dobrava aquele pano e colocava no estômago da pessoa e depois fazia a oração dela”, conta emocionada.

 


Siriri
“Após a chuva, aqui na nossa região, aparece um bichinho que começa a voar”, diz Aníbal, ao explicar a origem da dança folclórica, onde as mulheres reproduzem o movimento do bater de asas de um inseto.


Cururu
Com passos de pé esquerdo e pé direito, o cururu é acompanhado por viola de chocho, reco-reco, violão e ganzá, instrumentos confeccionados manualmente e carregado de significados para quem os toca. O historiador atribui a origem do nome ao sapo cururu, onde o principal movimento da dança é a tentativa de reproduzir o pulo do animal.

Divulgação

Flor Ribeirinha

Apresentação do Grupo Flor Ribeirinha

 

 

Viola de cocho
Sobre a origem do instrumento, Aníbal conta que a corte de Portugal, em passagem pela capitania de Vila Bela da Santíssima Trindade, interior do estado, trouxe a bordo o alaúde, instrumento com características do violão. “E o caipira que olhava aquela viola, ele foi e reproduziu, usando a madeira branca, dando assim origem ao que conhecemos hoje como viola de cocho".


Guaraná ralado
Apesar de ser originário da Amazônia, o guaraná está mais que presente na cultura cuiabana. Com seu efeito estimulante, o fruto é consumido após ser ralado e dissolvido na água, mantendo o cuiabano acordado, geração após geração. “De manhã cedinho, se eu não tomar o guaraná eu não acordo”, confessa Aníbal, que ainda guarda os instrumentos utilizados para ralar o fruto.

 


Histórias de terror

Luiz Leite

Folclore

 


O hábito de se reunir nas portas das casas para contar causos de assombração também é lembrado por Aníbal, que atribui as aparições a imaginação fértil do cuiabano, junto à falta de energia elétrica. “Depois veio a luz, veio a Cemat, veio tanta coisa, aí iluminou tudo e acabou”

 

Manutenção do folclore
Para Alencastro, a origem do folclore nunca muda, mantendo em sua essência a originalidade das características de cada região. “O povo que mantém a sua história é um povo que tem identidade e a nossa identidade está no nosso folclore”, afirma ao ser questionado sobre a possibilidade do folclore não alcançar futuras gerações, ficando apenas em nossas memórias.

 

 

 

Galeria de fotos

Vídeo

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Quem é o principal culpado pelas queimadas?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 16/09/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,21 0,95%

Algodão R$ 94,77 -0,05%

Boi a Vista R$ 137,67 -0,24%

Soja Disponível R$ 73,40 -0,27%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.