Cuiabá, Quinta-feira 21/02/2019

Cidades - A | + A

falta combustível 30.01.2019 | 17h15

Sem pagamento de fornecedor, viaturas da segurança voltam a parar

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Depois da polêmica do recolhimento de viaturas da segurança pública do Estado por causa do fim do contrato dos aluguéis de veículos, um novo problema atrapalha a circulação não só das viaturas da segurança, como também as que fazem o transporte de presos no sistema prisional. É o que afirmou o governador Mauro Mendes (DEM) nesta terça-feira (29), em uma reunião com deputados e prefeitos do Vale do Guaporé.

 

Com o discurso de muitas dívidas e poucos recursos, o governador expôs novamente a situação do Estado, que ele classifica como “muito mais quebrado, mais desorganizado e mais bagunçado do que eu podia imaginar”.

 

Leia também - Governo aluga casa no condomínio Alphaville para seguranças; secretário explica

 

Durante a reunião, ele afirmou estar resolvendo vários problemas diários, entre eles, o pagamento do fornecedor de combustível. “De hoje para amanhã vai parar um monte de viaturas, porque nós não temos o dinheiro para pagar os fornecedores de combustível. Hoje, o transporte de presos não está mais acontecendo. As viaturas da Sejudh estão todas sem abastecer”.

 

Segundo Mendes, a dívida é alta e, apesar do fornecedor propor um acordo, não existe recurso em caixa para esse pagamento. “Porque devemos R$ 17 milhões para o fornecedor e ele queria receber pelo menos R$ 1 milhão. E não tem como. Tenho compromisso de pagar o servidor. E se não pagar o servidor, é outra confusão, é greve. É dramática a situação do Estado”.

 

Farmácia de Alto Custo

 

Outro setor que também corre o risco de paralisar as atividades, de acordo com o governador, é a Farmácia de Alto Custo. “Se não pagar R$ 3 milhões para os fornecedores de remédios, em fevereiro vão parar quase todos os hospitais regionais do estado por falta de remédio, porque devemos R$ 15 milhões”.

 

Nesse caso, o Estado está tentando acordo com o fornecedor, tendo em vista a extensão e gravidade da paralisação dessa unidade de saúde. “Sexta-feira vamos pagar R$ 3 milhões, devemos R$ 15 milhões, para ele não parar de fornecer remédios”.

 

Outro lado

A assessoria de imprensa da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp) informou por meio de nota que as viaturas da segurança pública (polícias, sistema penitenciário e sistema socioeducativo) estão com abastecimento normal. Inclusive na tarde de hoje será feito pagamento de parcelas referentes a 2018 do contrato da Sejudh. Duas viaturas do sistema penitenciário no interior do estado, que estavam em escolta, tiveram problema com abastecimento ontem, mas hoje foi normalizado.

 

Voltar Imprimir

Comentários

OSMAR PIRES CERVEIRA - 31/01/2019

SÓ DIMINUIR OS REPASSES TUDO SE EM CAIXA

Lívia Duarte Rigotti de Lima - 30/01/2019

Só no poder executivo é assim, porque dinheiro sobra nos outros poderes, tanto que a AL/MT acabou de aprovar a LOA com aumento milionário, nesse momento gravíssimo de crise financeira, vamos ver se o Governador irá vetar, isso é muito injusto porque é muito triste ver o nosso Estado nessa situação financeira caótica, saúde, educação e segurança pública falidas.

2 comentários

1 de 1

Chico Ferreira

Chico Ferreira

GD

GD

Enquete

Trocaria a energia elétrica pela energia solar em sua casa?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 21/02/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,65 0,77%

Algodão R$ 90,18 0,56%

Boi a Vista R$ 135,67 0,00%

Soja Disponível R$ 72,50 -0,55%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.