Cuiabá, Segunda-feira 24/09/2018

Cidades - A | + A

05.03.2018 | 12h29

Sem remédios, PS de Cuiabá 'escolhe' pacientes e passa por vistoria

Facebook Print google plus

Atualizada às 15h30 - Sem medicamentos e insumos necessários ao atendimento de pacientes graves e também eletivos, equipe de funcionários do Pronto-Socorro Municipal de Cuiabá (PSMC) resolveu parar de atender casos que "podem esperar",  na sexta-feira (2), e focar apenas em urgências.

O problema foi levado formalmente, na sexta, por meio da Comunicação Interna (CI) de nº 073, à secretária de Saúde, Elizeth Araújo e à adjunta de Planejamento e Operações da pasta, Dúbia Campos.

Na CI, consta que os itens em falta são indispensáveis "à manutenção da vida dos pacientes". 

No documento, é alertado que a falta de alguns dos materiais e medicamentos hospitalares "pode significar inclusive a morte de pacientes".

Diante deste quadro é que ocorreu a suspensão dos serviços eletivos. A informação dos funcionários do PS é que os serviços ainda não foram restabelecidos.

Diretoras negam autoria de documento

Na Comunicação Interna que o Gazeta Digital constam os nomes de duas diretoras tecnicas do Pronto-Socorro e de uma coordenadora.

Porém, a assessoria de imprensa da Secretaria Municipal de Saúde contatou a reportagem afirmando que as diretoram negam a autoria e afirmam que não assinaram o documento.

A alegação é de que o documento tenha sido confeccionado por outros servidores e os nomes das diretoras foram usados "indevidamente". Por este motivo o documento foi editado pelo Gazeta Digital para retirada dos nomes das 3 servidoras.

Na manhã desta segunda-feira (5), a adjunta Dúbia Campos fez uma vistoria no Pronto-Socorro e a Secretaria Municipal de Saúde emitiu nota, afirmando que a situação está sendo contornada.

Gazeta Digital

  Confira a íntegra da nota

"Devido à crise dos medicamentos, na tarde de sexta (02) foram suspensos temporariamente os procedimentos eletivos, que são aqueles que não requerem assistência médica dentro de um espaço reduzido de tempo e que não apresentam risco de morte para o paciente. Os atendimentos de urgência e emergência não foram suspensos em momento algum. Com a chegada de um caminhão de medicamentos na mesma tarde, o PS foi reabastecido e os atendimentos eletivos voltaram a ser realizados."

Caos histórico

A situação caótica no PS de Cuiabá é histórica. Em dezembro do ano passado, voltou a preocupar com os corredores da unidade lotados, mais do que o "normal", devido à crise hospitalar no interior do Estado.

Em diversas ocasiões, pacientes e funcionários denunciaram o caos na unidade.

Vídeo de PS lotado e xingamentos viraliza

Em fevereiro deste ano, a secretária Elizeth Araújo admitiu que está em falta na rede municipal 249 remédios e insumos e seriam feitas ações especiais de compra.

Saúde fará contrato de R$ 30 milhões para compra de medicamentos

Reprodução

 

Voltar Imprimir

Comentários

TEREZA - 05/03/2018

Nós usuários do SUS estamos proibidos de adoecer, a saúde esta capengando, um caos, péssima gestora essa secretaria e infelizmente o prefeito esta sendo conivente com tudo que esta acontecendo, falar que usuários do SUS tem que ser bem tratado é fácil, mas vai precisar dele e veja o resultado, uma lástima e quem poderia tomar frente nada faz para ajudar.

Maria Flor - 05/03/2018

Todos nós sabemos que para que haja validade um documento precisar ser devidamente assinado. Toda via este documento carece de assinatura.

2 comentários

1 de 1

Enquete

Qual sua opinião sobre os aplicativos para denúncias de infrações eleitorais?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 24/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 27.650 -1.600

Algodão R$ 99.520 -0.310

Boi a Vista R$ 125.000 -0.330

Soja Disponível R$ 79.200 -1.000

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

Enquete

Que importância tem o candidato a vice?

Parcial

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.