Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 16/09/2019

Cidades - A | + A

SIMPATIA EM LIBRAS 17.08.2019 | 14h30

Surda, Miss Gay MT é favorita na disputa pela coroa nacional

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

Mato-grossense Jennifer Lizz, 22, é uma das favoritas para a coroa de Miss Gay Brasil, que acontece neste sábado (17), em Juiz de Fora (MG). Além da beleza e elegância que imprime na passarela, Jeniffer carrega consigo um diferencial, é a primeira candidata surda na história do concurso.

 

Quando escolhida Miss Poconé, não imaginaria que semanas depois ganharia o título de Miss Mato Grosso Gay 2019. Foi a primeira vez que ela participou de um concurso de beleza. 

 

Batizado Luiz Fernando Lima da Silva, tem ensino médio completo e hoje trabalha também como repositor de estoque. 

 

Leia também - Cães são utilizados na reabilitação de crianças com autismo e paralisia cerebral

 

Adotou o nome Jennifer Lizz quando começou a se 'montar', aos 17 anos. "Aos 14 anos me entendi e me aceitei como um homem gay. Já aos 17, comecei a ser transformista. Minha família me apoiou desde que me assumi, não tiveram nenhum problema com isso", afirmou em entrevista ao .

 

Para além da sexualidade, Jennifer tinha outro desafio. Nasceu com deficiência auditiva. 

 

"Minha mãe me ajudou muito nessa parte. Me colocou em uma escola que ensinava libras e também em cursos de aperfeiçoamento, leitura e escrita. Em casa ela me ajudou bastante". 

 

Ser LGBTI+ é um desafio, imagina ser um homem gay e surdo. "Preconceito existe sim, além de gay e surto, tenho a pele negra. Às vezes fico muito triste, o preconceito existem dentro da própria comunidade LGBTI+. Mas, hoje as coisas estão mudando, vejo que muitas pessoas ficam sabendo da minha deficiência e tentam se aproximar, para me conhecer, saber como é minha vida  e acabam simpatizando".

 

Em Minas Gerais

 

Desde o começo da semana em Juiz de Fora. Jennifer deu entrevistas para a imprensa local e ganhou destaque nacional. Também foi recebida por vereadores da cidade.

Divulgação

Jennifer Lizz

 

Ao lado dela, uma intérprete de libras ajuda na comunicação com quem se aproxima curioso pela coroa e pela faixa cortando seu corpo. 

 

Tem como uma de suas inspirações a cantora holandesa Eva Simons. "Admiro muito ela cantando, as performances em cima do palco ou da passarela". 

 

E é com essa inspiração que ela sobe ao palco do Miss Gay Brasil. "A expectativa é mostrar para as pessoas que, mesmo diante de qualquer condição, elas podem chegar onde eu cheguei, realizando sonhos e metas". 

 

Para o concurso, ao lado do coordenador do Miss Gay Mato Grosso, Caio Bandeira, preparou um traje típico que vai homenagear a cultura e a religião. Sem dar muitos detalhes disse ser "uma obra de arte".

 

"Para mim, é uma honra estar representando Mato Grosso. Quero agradecer todos e todas que me ajudaram a chegar até aqui", finalizou.

 

O Miss Gay Brasil abriu a votação popular. A mais votada ganhará um ponto na média do júri oficial. Clique aqui para votar em Jennifer.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Quem é o principal culpado pelas queimadas?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 16/09/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,60 1,41%

Algodão R$ 93,20 0,12%

Boi a Vista R$ 131,00 0,00%

Soja Disponível R$ 67,90 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.