Cuiabá, Quarta-feira 19/09/2018

Cidades - A | + A

20.02.2018 | 15h30

Universitários perdem aula porque linha de ônibus muda sem aviso

Facebook Print google plus
Gazeta Digital

Alunos que fazem faculdade na Universidade de Cuiabá (Unic), moram ou trabalham na região do Coxipó, em Cuiabá, e dependem de ônibus para irem à escola, reclamam que a linha 306 CPA/Unic, da empresa Pantanal, mudou de rota e, como isso não foi informado com antecedência, perderam aula na manhã desta segunda-feira (19).

Um dos universitários, Wellinton Barros Alves, 19, que cursa Ciências Contábeis, pega dois ônibus do Tijucal até a Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e de lá embarcava no 306.

"Nesta segunda, tinha um monte de alunos lá e uma senhora informou que o 306 não estava passando. Ficamos esperando um tempão e tivemos que pagar outra passagem e pegar a linha 17 - Univag, de Várzea Grande, que passa próximo à Unic, para poder ir para aula, mas cheguei atrasado", reclama.

A assessoria de imprensa da Associação Matogrossense dos Transportadores Urbanos (MTU) informa que, de fato, a rota da linha 306 mudou. "Está entrando na Avenida Tancredo Neves (Córrego do Barbado)", diz trecho de nota da AMTU.

Outra informação é que a linha passava dentro da UFMT, que está em obras e a universidade entrou em contato com as empresas de transporte coletivo para que os ônibus não passem por enquanto no campus.

A Secretaria de Mobilidade Urbana (Semob) também se manifestou sobre o assunto, disse que fez reunião com os comerciantes da região e que tinham como anseio o atendimento pela avenida Tancredo Neves, pois nunca houve esse atendimento entre as avenidas Fernando Corrêa e a Carmindo de Campos e a linha 306 seria a mais indicada para atender aquele setor, tendo em vista que a final da Carmindo de Campos já é atendida pelo intermunicipal através da linha 17 com 6 veículos com uma frequência de 25 minutos no horário de pico.

"Em nenhum momento os usuários deixaram de ser atendidos", diz trecho da nota. "As pessoas que dependem da linha 306 apenas migraram para a linha 17".

A Semob disse ainda que está enfrentando problemas porque o pavimento da Universidade está em obras. "Recebeu um ofício enviado pela UFMT informando sobre a revitalização e solicitando que, enquanto as obras não finalizarem, veículos não podem circular no interior da instituição".

A Semob disse também que "na segunda-feira, dia em que esta matéria foi veiculada e apesar das empresas serem reguladas pela Ager, entrou em contato com a União Transporte e foi informada que um dos veículos da empresa quebrou no horário de pico, o que pode ter gerado essa insatisfação dos usuários."

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Você sabe o que é o voto útil?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 19/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 25.750 0.780

Algodão R$ 121.220 0.130

Boi a Vista R$ 130.000 0.000

Soja Disponível R$ 68.500 -1.230

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.