Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 23/08/2019

Cidades - A | + A

AÇÃO SOCIAL 08.06.2019 | 15h10

Universitários da UFMT levam direito para escola da periferia de Cuiabá

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Com a proposta de levar noções de direito do cidadão às escolas de Cuiabá, acadêmicos do curso de Direito, da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT), desenvolvem desde 2016 o projeto Direito na Escola. A ação leva atividades mensais aos alunos do 7° e 8°, de forma gratuita e diversificada.

 

Leia também - Saiba como ensinar seu cão a fazer necessidades no lugar certo

 

Membro do grupo, Neris Rodrigues do Nascimento Alexandrino Delsino, 19, explica que a iniciativa foi idealizada a partir um projeto de pesquisa e extensão e formatado e pensando na necessidade de levar esclarecimento aos alunos. Proporcionando a eles noções de cidadania, desenvolvimento do senso crítico e ampliação da visão de mundo.

 

“Abordamos vários assuntos, desde direito eleitoral, como funciona as eleições. Direito do consumidor e como isso impacta na vida de cada um”, explica o estudante.

 

As escolas que receberão o projeto são escolhidas de acordo com o desempenho no Instituto Nacional de Estudos e Pesquisas Educacionais Anísio Teixeira (Inep). As unidades que não estão em uma boa colocação são contempladas com a ação.

 

Geralmente as da periferia de Cuiabá são selecionadas e este ano o Direito na Escola visita, todo mês, a Escola Estadual Dom José do Despraiado.

 

Aos sábados, o grupo se reúne para preparar o conteúdo e a dinâmica a ser apresentada aos alunos. No início do ano letivo, representantes se encontram com a direção da escola para discutir o projeto e a melhor abordagem.


Na reunião também são discutidos os possíveis temas a serem levados para a sala de aula.

 

“Os encontros são realizados durante o horário de aula e tem duração de cerca de 2 horas. Como a escola tem mais de uma turma do mesmo ano, reunimos todos para a atividade. Quando falamos de direito eleitoral, levamos a urna e explicamos como são contabilizados os votos para eleger candidatos, principalmente deputados e senadores”, conta o aluno.

 

Com o projeto todos ganham: os alunos recebem esclarecimento sobre os direitos que têm e os universitários recebem certificado e horas de atividades extracurriculares.

 

A ação recebe apoio da direção da universidade, já teve amparo do Tribunal Regional Eleitoral (TER) com o empréstimo de urna, e também com recursos dos acadêmicos por meio de campanhas e mesmo do próprio bolso para pagamento do transporte até a unidade que recebe o Direito na Escola.

 

“Muitos não têm noção do direito. A gente leva temas diferentes, com abordagens diferentes para que não se torne uma rotina e os alunos percam o interesse. A maneira que cada encontro acontece é diferente da outra. Levamos vídeos, dinâmica para que seja mais interessante”, afirma Neris Rodrigues. 


Além da escola do Despraiado, uma unidade do Pedra 90 também já recebeu o grupo que hoje é composto por 30 universitários.

Galeria de fotos

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Qual seria o maior avanço da ciência?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 23/08/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,70 -1,75%

Algodão R$ 92,77 -0,26%

Boi a Vista R$ 136,00 0,00%

Soja Disponível R$ 66,60 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.