Cuiabá, Sábado 20/10/2018

Cidades - A | + A

08.08.2017 | 10h22

Violência contra mulher precisa ser denunciada, alerta defensora

Facebook Print google plus
Reprodução

Rosana Leite Antunes de Barros

A coordenadora do Núcleo de Defesa da Mulher da Defensoria Pública de Mato Grosso, Rosana Leite Antunes de Barros, destaca a importância do projeto "Agosto Lilás", para chamar atenção sobre a violência contra a mulher e a importância de denunciar o agressor.

Os tipos de crimes cometidos também são muitos. Ameaça, lesão corporal, feminicídio, estupro, crimes contra honra e a liberdade de expressão são apenas alguns deles.

Pela legislação, configura-se violência doméstica e familiar contra a mulher qualquer ação ou omissão, baseada no gênero, que lhe cause morte, lesão, sofrimento físico, sexual ou psicológico e dano moral ou patrimonial.

“A violência contra a mulher não é só doméstica. Por isso, defendemos que ela deve ser híbrida para ser efetiva, de modo que a mulher não reviva a violência sofrida por seu agressor a cada audiência do processo”, declarou a defensora.

Rosana afirma que já há um aumento da confiança da mulher em relação à Lei Maria da Penha, que completa 11 anos neste mês, mas assegura que ainda há muito a se fazer em relação à segurança da mulher mato-grossense.

"As mulheres estão confiando mais no advento da Lei Maria da Penha e não estão aceitando sofrer agressões. Mas um projeto como o Agosto Lilás é de extrema importância para conscientizar a população de que ainda há muito preconceito, muita discriminação com o gênero feminino", afirma a defensora pública.

Segundo ela, de 2015 para 2016 houve um salto de 9 mil denúncias contra agressores em Mato Grosso. "É um número muito elevado, mas eu não creio que a violência aumentou e sim que as mulheres passaram a ter mais conhecimento sobre seus direitos e sobre a atitude que devem tomar, não aceitando agressão", afirma.

Rosana também ressalta a importância de medidas protetivas imediatas. "Esse tipo de medida já salvou muitas vidas, porque conseguimos afastar o agressor.

Ligue 180

A denúncia de violência doméstica pode ser feita em qualquer delegacia, com o registro de um boletim de ocorrência, ou pela Central de Atendimento à Mulher (Ligue 180). A denúncia é anônima e gratuita, disponível 24 horas, em todo o país. Para proteger e ajudar as mulheres a entenderem quais são seus direitos, em 2014, foi lançado um aplicativo para celular (Clique 180) que traz diversas informações importantes, como os tópicos da Lei Maria da Penha.

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Quanto do seu tempo você dedica à diversão?

Parcial

Edição digital

Sábado, 20/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,50 -0,69%

Algodão R$ 120,37 0,53%

Boi a Vista R$ 132,00 -2,58%

Soja Disponível R$ 69,60 -0,57%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.