Cuiabá, Terça-feira 19/03/2019

Esporte - A | + A

15.12.2017 | 11h39

Marco Polo Del Nero é suspenso pela Fifa por 90 dias

Facebook Print google plus

O Comitê de Ética da Fifa suspendeu nesta sexta-feira (15) o presidente da CBF (Confederação Brasileira de Futebol), Marco Polo Del Nero, por 90 dias. No período, o dirigente não poderá exercer qualquer atividade relacionada ao futebol.

Com o seu afastamento, o vice-presidente mais velho da CBF é quem deve assumir o cargo. Hoje, Antonio Carlos Nunes, o Coronel Nunes, de 81 anos, ligado à Federação Paraense, é o primeiro na linha sucessória. Foi ele quem comandou a Confederação enquanto Marco Polo se afastou para cuidar de sua defesa.

Com a decisão tomada, caberá agora à entidade avaliar nos próximos meses se suspende de forma definitiva o brasileiro ou se lhe impõe apenas uma multa. Del Nero ainda poderá recorrer à Corte Arbitral do Esporte (CAS, na sigla em inglês). Mas, para se defender, terá de viajar até a Suíça, o que implicaria em sua prisão e eventual extradição aos Estados Unidos.

A decisão da Fifa se deu após o cartola ter sido citado várias vezes nas delações sobre corrupção na entidade — entre as acusações, ele teria recebido US$ 6,5 milhões em propinas (R$ 21,5 milhões na cotação atual), mesmo valor supostamente recebido por José Maria Marin, seu antecessor no cargo.

Apesar de ser réu por fraude, lavagem de dinheiro e integrar organização criminosa, Marco Polo Del Nero não é processado tampouco julgado nos Estados Unidos porque está no Brasil, que não extradita seus cidadãos. Desde a eclosão do escândalo de corrupção no alto escalão do futebol internacional, o presidente da CBF não deixou o País e, em terras brasileiras, não é acusado por crime algum.

No julgamento que acontece no Tribunal Regional do Brooklyn, em Nova York, Marco Polo além de ser citado nas deleções, também está sendo acusado pela defesa de Marin, seu antigo aliado político, que alega que era Del Nero, então vice-presidente da CBF, e não Marin, quem tomava as decisões no período analisado pela promotoria dos EUA.

Em contato com o R7, José Roberto Batochio, que defende Del Nero no Caso Fifa, afirmou que no período compreendido pela investigação seu cliente não era presidente da CBF e, portanto, não assinou os contratos suspeitos.

Leia a nota da Fifa:

O executivo do futebol Marco Polo Del Nero foi banido de todas as atividades do futebol por 90 dias pelo comitê de ética independente. O presidente da câmara de julgamento do Comitê de Ética proibiu provisoriamente o presidente da Confederação Brasileira de Futebol (CBF), Marco Polo Del Nero, por um período de 90 dias.

A duração da proibição pode ser prorrogada por um período adicional não superior a 45 dias. Durante este período, o Sr. Polo Del Nero está proibido de todas as atividades de futebol a nível nacional e internacional. A proibição entra em vigor imediatamente.

A decisão foi tomada sob solicitação do presidente da câmara de investigação do Comitê de Ética que procedeu ao processo formal de investigação contra o Sr. Polo Del Nero, nos termos do art. 83, par. 1 e art. 84 par. 2 do Código de Ética da Fifa.

 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

As guerras ainda são necessárias, na sua opinião?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 19/03/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,60 1,64%

Algodão R$ 91,36 0,56%

Boi a Vista R$ 135,33 0,00%

Soja Disponível R$ 69,80 0,43%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.