Cuiabá, Quinta-feira 13/12/2018

Esporte - A | + A

placar de 3 a 1 30.09.2018 | 12h32

Palmeiras supera erro da arbitragem, vence o Cruzeiro e vira líder do Brasileirão

Facebook Print google plus

Divulgação

Divulgação

Para quem tinha dúvidas de que o Palmeiras poderia sentir o fato de ter sido eliminado da Copa do Brasil, o time comandado por Felipão deu uma resposta imediata e justamente contra quem o tirou da competição. Superando um grave erro da arbitragem, a equipe alviverde teve grande atuação e derrotou o Cruzeiro por 3 a 1, no Pacaembu, assumindo provisoriamente a liderança do Campeonato Brasileiro.

 

Com o resultado, o Palmeiras chegou aos 53 pontos, dois a mais que o São Paulo, que joga ainda neste domingo, contra o Botafogo, no Rio de Janeiro. O Internacional, que também pode ultrapassar o time alviverde, enfrenta na mesma hora o Vitória, no beira-rio.

 

Para animar ainda mais os palmeirenses, o próximo compromisso da equipe no Brasileirão é justamente contra o São Paulo, sábado que vem, no Morumbi. Mas antes, o time deixa de lado o Brasileiro e foca suas atenções na Libertadores. Na quarta-feira, a equipe comandada por Luiz Felipe Scolari enfrenta o Colo-Colo, às 21h45, em casa, pelo jogo de volta das quartas de final da competição. No primeiro jogo, realizado no Chile, a equipe alviverde venceu por 2 a 0. O Cruzeiro volta a campo na quinta-feira para enfrentar o Boca Juniors, também pela Libertadores. No primeiro confronto, a equipe mineira foi derrotada por 2 a 0.

 

A partida começou com o Palmeiras tendo mais a posse de bola e tentando jogar diante de um Cruzeiro fechado e que claramente apostava no contra-ataque. Aos poucos, a equipe alviverde conseguiu encontrar espaços e chegava com perigo ao gol de Rafael. O caminho mais explorado foi pelo lado direito, com Marcos Rocha, que foi bastante acionado na primeira metade do jogo.

 

Foi justamente pela direita que o Palmeiras abriu o placar.Aos 22, após uma sequência de arremessos laterais, o Palmeiras teve escanteio cobrado por Dudu, a zaga cortou e no rebote Lucas Lima pegou de fora da área. A bola desviou em Ariel Cabral e não deu chance para o goleiro Rafael. A partida passou a ter dois times mais dispostos a jogar e criar oportunidades de gol, até que o árbitro, com a ajuda de seus auxiliares, cometeu um grave erro.

 

O paraguaio Gustavo Gómez foi cortar uma bola de cabeça e colocou o braço na bola fora da área, mas a arbitragem viu pênalti, para a revolta dos palmeirenses. Mancuello bateu a penalidade e deixou tudo igual. O Palmeiras deu uma desestabilizada e passou a exagerar nas faltas e nas reclamações.

 

Até que aos 43, Dudu dominou pela direita, que continuou livre para os palmeirenses, e cruzou na medida para Hyoran desviar de cabeça e deixar o time alviverde novamente na frente. No intervalo dos tempos, o diretor de futebol do Palmeiras, Alexandre Mattos, foi até a entrada dos vestiários reclamar com a arbitragem, que foi protegida por policiais militares.

 

No segundo tempo, o Palmeiras manteve a intensidade e, como tem acontecido nos últimos jogos, em momento algum se mostrou satisfeito com o resultado, mas foi para o ataque. O Cruzeiro também decidiu sair mais para o jogo e o técnico Mano Menezes optou pelas entradas de Arrascaeta e Fred, que retornou aos gramados após seis meses se recuperando de lesão. Era o tudo ou nada do lado cruzeirense.

 

Felipão reagiu e acertou em cheio. Ele colocou Willian no lugar de Dudu e em seus primeiros lances, o atacante partiu pela direita, cruzou rasteiro e Marcelo Hermes tentou cortar com um carrinho, mas desviou a bola com o braço e o árbitro marcou pênalti.

 

Gustavo Gómez cobrou pênalti, Rafael quase pegou, mas não evitou o terceiro gol palmeirense. Festa no Pacaembu do novo líder do Campeonato Brasileiro, pelo menos por algumas horas. Com a vantagem ainda maior, foi só deixar o tempo passar e garantir mais um bom resultado, que dá ainda mais motivação para o duelo com o Colo-Colo.

 

Ficha técnica:

 

Palmeiras 3 X 1 Cruzeiro 

 

Palmeiras - Fernando Prass; Marcos Rocha (Mayke), Luan, Gustavo Gómez e Victor Luis; Felipe Melo, Bruno Henrique e 

Lucas Lima (Moisés); Hyoran, Deyverson e Dudu (Willian). Técnico: Luiz Felipe Scolari.

 

Cruzeiro - Rafael; Ezequiel, Manoel, Léo e Marcelo Hermes; Ariel Cabral, Bruno Silva (Rafael Sobis), Lucas Romero, Mancuello e David (Arrascaeta); Raniel (Fred). Técnico: Mano Menezes.

 

Gols - Lucas Lima, aos 22, Mancuello, aos 30, e Hyoran, aos 43 do 1º Tempo; Gustavo Gómez, aos 20 do 2º Tempo

 

Cartões amarelo - Deyverson e Moisés Gustavo Gómez, Felipe Melo (Palmeiras); Mancuello, Ezequiel, Marcelo Hermes, Fred, Léo e Manoel (Cruzeiro)

 

Público - 35.654 torcedores

 

Renda - R$ 1.260.130,00

 

Árbitro - Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa/PA)

 

Local - Estádio do Pacaembu, em São Paulo (SP).

Voltar Imprimir

Comentários

Chico Ferreira

Chico Ferreira

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre os ministros escolhidos por Jair Bolsonaro?

Parcial

Edição digital

Quinta-feira, 13/12/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,89 1,32%

Algodão R$ 120,17 0,53%

Boi a Vista R$ 136,33 0,22%

Soja Disponível R$ 69,30 -0,14%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.