Cuiabá, Terça-feira 25/09/2018

Esporte - A | + A

29.12.2017 | 09h15

Saúde de Schumacher é mistério mesmo quatro anos após acidente

Facebook Print google plus

Há quatro anos, informações vazias e sequer uma foto vazada nas redes sociais. Sigilo perto do absoluto e verdadeiro mistério sobre o real estado de saúde de Michael Schumacher. Foi em 29 de dezembro de 2013 que o heptacampeão mundial de Fórmula 1 se acidentou, em uma estação de esqui, nos alpes franceses.

Schumacher, hoje com 48 anos, isolado do mundo desde o acidente em Meribel, vive em uma cama hospitalar, em sua casa em Glad, na Suíça. Pelo menos é o que se tem notícia. Quem chegou mais perto de alguma informação concreta, a revista alemã Bunte, foi condenada a pagar 50 mil euros (aproximadamente R$ 174 mil) por “invasão de privacidade”.

Mas pela primeira vez desde o acidente, ainda que aos poucos, bem aos poucos, a família Schumacher começou a ter algum tipo de contato com a imprensa. Isso não livrou a revista do processo na Justiça por dizer que o piloto poderia andar novamente. Tampouco significou a divulgação do real estado de saúde do heptacampeão mundial.

Inicialmente, ainda em janeiro, Willi Weber, um ex-agente do piloto, cobrou publicamente a família em "respeito aos público". Nada feito. Dois meses depois, em março, o filho Mick falou pela primeira vez sobre o pai, mas não passou de “ele é o meu modelo de vida”, em entrevista ao canal alemão RTL.

Filho na F-1

O mesmo Mick, em setembro, pela primeira vez estreitou laços com a F-1. Na tentativa de repetir os passos do pai, o agora piloto de Fórmul 3 guiou a Benetton do primeiro título de Schumacher, em uma volta de exibição no lendário circuito de Spa-Francorchamps. Mesmo ali, diante de holofotes do mundo todo, não deu nenhuma declaração que desvendasse o mistério.

Até que em novembro último, a mulher de Schumacher, Corinna, desde o início a grande responsável pela não divulgação de informações, falou pela primeira vez. Ela disse à mesma revista Bunte que o marido “tem apresentado sinais estáveis de recuperação”. E foi só.

Desde então, os fãs do heptacampeão, que se aposentou das pistas no GP do Brasil de 2012, se perguntam qual é o verdadeiro estado de saúde de quem ganhou a vida a mais de 300 km/h e foi parar em uma cama hospitalar por conta de um acidente de esqui.

 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Qual sua opinião sobre o voto nulo e voto em branco?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 25/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22.300 -0.890

Algodão R$ 120.900 0.520

Boi a Vista R$ 126.750 0.130

Soja Disponível R$ 75.000 0.670

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.