Publicidade

Cuiabá, Sábado 17/08/2019

Judiciário - A | + A

DEPUTADA GRAMPEADA 17.07.2019 | 14h39

Cabo detalha os crimes cometidos durante as escutas ilegais

Facebook Print google plus

Mauricio Barbant /ALMT

Mauricio Barbant /ALMT

O cabo Gerson Corrêa cita a Operação da Metástase da qual o ex-deputado José Riva é invetigada. Ele contou que os promotores de Justiça, Marco Aurélio e Samuel frungilo, pediram que a família de Riva fosse grampeada. "Eles tiveram o sigilo telefônico quebrado antes mesmo da publicação da portaria", diz o cabo..

 

Os números para pedido de escuta foram inseridos por meio de "Barriga de Aluguel" em ação aleatória. Depois de duas sessões de escutas e posterior a deflagração da Metástase, o promotor Marco Aurélio procurou Gerson pedindo para grampear a deputada estadual Janaina Riva de novo.

 

"O objetivo de ouvir a deputada era saber se os crimes praticados por José Riva se  perpetuavam no gabinete da deputada, visto que os mesmos servidores ainda estavam lá". Janaina teve dois números de telefones grampeados. Na época, o então motorista de Janaina era foragido da Metástase. Disse que estes relatos estão nos autos e há provas sim.  

 

(Atualizada às 14h32) Atentado contra Selma Arruda 

Em seu primeiro depoimento, Gerson falou sobre atentado a segurança da então juíza Selma Arruda, mas não houve investigação. Ele conta que, em meados de 2015, chegou ao conhecimento da juíza informações sobre o possível assassinato dela.

 

Estes fatos foram narrados ao promotor de Justiça  Marco Aurélio, que mandou Gerson falar com a juíza sobre o fato. "Eu fiz um relatório sobre os fatos. Minucioso, mas fantasioso, porque não guardavam relação com a verdade dos fatos. Foram incluídas informações para subsidiar interceptações contra Antônio Carlos Milas, sua esposa Silvia Milas, Silval Barbosa, Antônio Barbosa".

 

"Queria bisbilhotar a vida de Filadelfo, considerado o novo Arcanjo, de Toninho Barbosa e outros assuntos notadamente políticos". Gerson falsificou relatório sobre o atentado de Selma para citar pessoas que Marco Aurélio queria ouvir. "A Barriga de Aluguel não começou na PM, ela existe no Gaeco há muito tempo", acusa o cabo. Nada do que Gerson falou da primeira vez foi investigado. "Se tudo que eu falo é requentado, eu vou esquentar. Porque o que eu vou falar, não disse antes".

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

O noticiário diário costuma influenciar o seu humor?

Parcial

Edição digital

Sábado, 17/08/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,15 -0,47%

Algodão R$ 93,01 -0,48%

Boi a Vista R$ 137,38 -0,16%

Soja Disponível R$ 66,90 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.