Publicidade

Cuiabá, Sábado 24/08/2019

Judiciário - A | + A

'BARRIGA DE ALUGUEL' 19.07.2019 | 14h06

Defesa de réu na Operação Metástase pede novo interrogatório de cabo Gerson

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

Cabo da PM Gerson Corrêa Júnior deverá realizar mais um depoimento para falar de interceptações telefônicas via "Barriga de Aluguel" (quando números de pessoas comuns são listados como se pertencendo a alvos de investigações policiais) realizadas pelo Grupo de Atuação Especial de Combate ao Crime (Gaeco).

 

O pedido é do adovgado Valber Melo, que responde pela defesa de um dos investigados na Operação Metástase, deflgrada em 2016 envolvendo o ex-presidente da Assembleia, José Riva, em um esquema de desvio de recursos no Legislativo.

Leia mais -  Novo inquérito civil apura fraudes em incentivos fiscais concedidos por Silval

 

De acordo com o advogado, o cabo da PM trouxe "novos fatos trazidos nos depoimentos prestados recentemente na Vara Militar, dando conta da prática de Barriga de aluguel na citada Operação Metástase", disse Valber Melo ao .  Gerson Corrêa já havia sido ouvido anteriormente nesta ação, ocasião em que negara a prática de "Barriga de Aluguel". 

 

Na última quarta-feira (17), Gerson Corrêa foi reinterrogado pela 3ª vez na 11ª Vara Militar no processo da "Grampolândia Pantaneira", em que é reu confesso.

 

O militar contou que os promotores de Justiça, Marco Aurélio, e Samuel frungilo, pediram que a família de Riva fosse grampeada. "Eles tiveram o sigilo telefônico quebrado antes mesmo da publicação da portaria", diz o cabo.

 

Os números para pedido de escuta foram inseridos por meio de "Barriga de Aluguel" em ação aleatória. Depois de duas sessões de escutas e posterior a deflagração da Metástase, o promotor Marco Aurélio procurou Gerson pedindo para grampear a deputada estadual Janaina Riva de novo.

 

"O objetivo de ouvir a deputada era saber se os crimes praticados por José Riva se perpetuavam no gabinete da deputada, visto que os mesmos servidores ainda estavam lá". Janaina teve dois números de telefones grampeados. 

 

Na época, o então motorista de Janaina era foragido da Metástase. Disse que estes relatos estão nos autos e há provas sim. 

Valber Melo e Filipe Maia Broeto decidiram então requereram a reabertura da instrução criminal, para o fim de ouvi-lo novamente, bem como solicitaram acesso à íntegra das interceptações telefônicas para que seja possível averiguar a cadeia de custódia das interceptações telefônicas empregadas no processo em questão.

 

Se constatadas as ilegalidades, as interceptações deverão ser anuladas, o que produzirá reflexos em toda a operação.

 

Operação Metástase

Operação Metástase investiga o desvio de R$ 2 milhões da Assembleia Legislativa, através de verbas de suprimentos, "mensalinhos", que custearam festas de formaturas, massagens, uísque, combustível de aeronave particular, entre outros itens.

Foram presos na época, os ex-chefes de gabinete de José Riva, Maria Helena Caramelo e Geraldo Lauro. O ex-presidente da Assembleia José Riva é apontado como líder do esquema.

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Qual seria o maior avanço da ciência?

Parcial

Edição digital

Sábado, 24/08/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,10 0,48%

Algodão R$ 92,33 -0,51%

Boi a Vista R$ 135,50 0,00%

Soja Disponível R$ 65,20 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.