Cuiabá, Quinta-feira 20/09/2018

Judiciário - A | + A

11.10.2017 | 17h20

Desembargador determina transferências de Lesco, Rogers e Soler

Facebook Print google plus

O desembargador do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Orlando de Almeida Perri, determinou a transferência de 3 dos 8 presos por envolvimento no esquema de interceptações telefônicas ilegais, conhecidos como “grampolândia pantaneira”, atendendo a pedido da delegada Ana Cristina Feldner, que conduz as investigações no âmbito da Polícia Civil.

João Vieira

Evandro Lesco

O coronel da Polícia Militar e ex-secretário da Casa Militar Evandro Lesco, que estava no 3º Batalhão da PM, deve ir para o batalhão da Rondas Ostensivas Tático Móvel (Rotam). Na decisão, Perri ressaltou que ele deve ficar em recolhido em alojamento com grade fechada e sair apenas nos horários das refeições, banho de sol e visitas. A determinação ocorre após a denúncia de que Evandro Lesco saiu do presídio em um Corolla e acompanhado de 2 policiais para ir a uma farmácia comprar produtos de higiene pessoal.

No caso do ex-secretário de Estado de Segurança Pública, Rogers Jarbas, Orlando Perri determinou expedição de ofício para o secretário estadual de Justiça e Direitos Humanos, Fausto Freitas, para que providencie a imediata transferência do Centro de Custódia da Capital (CCC) para a sede da Polinter, uma vez que o magistrado já se informou com o delegado-chefe daquela unidade que lá existem dependências capazes de receber o custodiado.

Conforme a decisão, a medida se faz necessária para separar Rogers Jarbas de outros presos do caso, como o ex-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, que também está preso no CCC. “A medida se patenteia indispensável para evitar que sejam mantidos juntos 2 investigados detidos na mesma operação policial, facilitando, com isso, o contato entre eles, e, de consequência, a probabilidade de ajustarem suas versões ou de criarem álibis no intuito de prejudicar as investigações policiais”, disse Perri.

Por fim, o segundo sargento PM João Ricardo Soler, acusado de instalar uma microcâmera espiã na farda do tenente-coronel José Henrique Costa Soares, escrivão do inquérito policial militar (IPM) sobre os grampos ilegais, para gravar Orlando Perri a mando da organização criminosa, será transferido do batalhão da Rotam para o 4º Batalhão da PM, em Várzea Grande. 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Você sabe o que é o voto útil?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 19/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22.750 0.660

Algodão R$ 117.520 1.060

Boi a Vista R$ 131.000 0.000

Soja Disponível R$ 75.250 -0.660

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.