Cuiabá, Terça-feira 23/10/2018

Judiciário - A | + A

13.06.2018 | 09h23

Desembargadores retomam julgamento que tenta 'sustar' prisão de Savi

Facebook Print google plus

O Pleno do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT) retoma nesta quinta-feira (14) pedido de sustação e revogação da prisão preventiva do deputado estadual Mauro Savi (DEM), preso acusado de participação no esquema de desvios de recursos operado no Departamento de Trânsito (Detran).

Marcos Lopes/ALMT

No dia 24 de maio, o julgamento foi parcialmente encerrado com 16 votos contrários a soltura do deputado e 2 votos a favor.

O adiamento da conclusão ocorreu em razão do pedido de vista do processo feito pelo desembargador Marcos Machado.

Savi alega que não participou dos atos e que há incongruência nas afirmações no processo, segundo ele, baseado exclusivamente em depoimentos de colaboradores premiados.

O parlamentar diz ainda que as condutas ilícitas a ele atribuídas se encerraram em agosto de 2014, portanto, inexiste o requisito da contemporaneidade para justificar a manutenção da prisão.

O deputado foi preso em 9 de maio durante a Operação Bônus, 2ª fase da Operação Bereré, deflagrada pelo Grupo de Combate ao Crime Organizado (Gaeco) e pelo Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco) Criminal.

O parlamentar foi acusado de intermediar o acordo que deu origem ao esquema de fraude, desvio e lavagem de dinheiro na ordem de R$ 30 milhões no Detran.

A prisão foi decretada pelo desembargador José Zuquim, que determinou ainda o cumprimento de 5 mandados de prisão preventiva e 5 de busca e apreensão em Cuiabá, São Paulo e Brasília.

Além de Mauro Savi, foram presos preventivamente o ex-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, seu irmão, Pedro Zamar Taques, e os empresários Roque Anildo Reinheimer, Claudemir Pereira dos Santos, vulgo “Grilo” e José Kobori.

Recurso

Além de tentar sustar o efeito da prisão, Mauro Savi impetrou seguido habeas corpus no Tribunal de Justiça e no Superior Tribunal de Justiça, em Brasília. Todos foram negados. 

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

O país vai voltar a se unir após as eleições?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 23/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,60 -0,24%

Algodão R$ 117,05 1,07%

Boi a Vista R$ 128,00 0,00%

Soja Disponível R$ 74,00 -1,86%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.