Publicidade

Cuiabá, Terça-feira 16/07/2019

Judiciário - A | + A

Exportação 15.04.2019 | 19h48

Empresa ganha na Justiça direito de não pagar novo Fethab

Facebook Print google plus
Thalyta Amaral e Pablo Rodrigo

redacao@gazetadigital.com.br

Alex Silva/AE

Alex Silva/AE

A empresa Master Grãos, localizada em Sinop (500 km ao Norte de Cuiabá), conseguiu na Justiça o direito de não pagar novas taxas por causa da mudança no Fundo de Transporte e Habitação (Fethab). O mandado de segurança foi dado pelo juiz Márcio Guedes, 2ª Vara Especializada da Fazenda Pública de Cuiabá.

 

No pedido de mandado de segurança, a empresa argumentou que contribui com o ICMS na venda de produtos no mercado interno, “ao passo que mercadorias destinadas ao mercado externo são imunes deste tributo por força constitucional”.

 

Mas, para não pagar o ICMS na exportação é preciso se credenciar no regime especial de fiscalização de exportação, o que a empresa tentou fazer, mas foi barrada pela Lei nº 10,818/2019, que determinou que a manutenção desse regime especial, é preciso recolher as contribuições “ao Fethab e adicionais, ao Fabov (gado), IMAmt (algodão) e IAgro (soja)". E "caso não sejam atendidas as condições, o credenciamento no regime especial de exportação será suspenso e ficará obrigada ao recolhimento do ICMS a cada operação".

 

Leia também - Audiências para regularizar cadastro ambiental rural tentam legalizar propriedades

 

Em sua decisão o juiz lembrou que “a não incidência do ICMS nas operações para exportação, está prevista na lei complementar nº 87/96 (Lei Kandir)" e que também consta na Constituição Federal de 1988 que o ICMS não incidirá "sobre operações que destinem mercadorias para o exterior, nem sobre serviços prestados a destinatários no exterior".

 

Guedes também afirmou que "o regime especial de fiscalização deve constituir-se de mecanismos administrativos que objetivam atestar a efetiva concretização da operação de exportação (...). Contudo, os mecanismos administrativos não podem condicionar a cobrança de contribuições, sob pena de violação à não incidência, bem como da competência legislativa tributária".

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Enquete

Qual sua opinião sobre liberdade de expressão online?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 16/07/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,40 0,21%

Algodão R$ 90,33 -0,35%

Boi a Vista R$ 136,50 -0,04%

Soja Disponível R$ 67,30 -0,59%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.