Cuiabá, Sexta-feira 14/12/2018

Judiciário - A | + A

27.04.2018 | 12h05

Empresário pedirá suspeição de juíza que comprou apartamento de Zezo Malouf

Facebook Print google plus
Divulgação/TJMT

Juíza Olinda de Quadros Castrillon

A disputa entre os empresários José Charbel Malouf, conhecido como Zezo, e José Gonçalo de Souza, parece não ter mais fim. Desta vez, o caso acabou envolvendo a juíza Olinda de Quadros Altomare Castrillon, titular da 11ª Vara Cível de Cuiabá.

Isso porque a defesa de José Gonçalo deve pedir a suspeição da magistrada já que ela adquiriu um apartamento da construtora São José, que pertence a família Malouf, onde Zezo é sócio-proprietário. A magistrada julga uma ação de cobrança de dívida movida por Gonçalo contra Zezo.

De acordo com um documento que o Gazeta Digital teve acesso, que está anexado em um outro processo entre o Banco Itaú e a Construtora, a juíza Olinda Castrillon teria um débito de mais de R$ 1 milhão com a empresa de Zezo. Conforme o documento, a venda do apartamento para a magistrada foi efetuada em 20 de outubro de 2015. O valor total do imóvel é de R$ 1,196 milhão. Ela deu uma entrada de R$ 167,7 mil restando R$ 1,09 milhão a ser pago após a entrega das chaves.

Divulgação

Edifício Arthé, onde Zezo Malouf mora e juíza Olinda Castrilon comprou apartamento

A magistrada comprou o apartamento do Edifício Arthé, localizado no bairro Quilombo em Cuiabá e teria quitado apenas 10% do valor do imóvel, deixando o resto para financiamento. O edifício é o mesmo onde o empresário Zezo mora, num apartamento que fica na cobertura e recebeu a visita de oficiais de Justiça duas vezes nos últimos dias com a presença de viaturas policiais para tentar cumprir um mandado judicial de penhora de bens. A decisão foi proferida no processo sob responsabilidade da juíza Olinda Castrilon.

"Nós ficamos sabendo dessa informação agora. E com certeza vamos pedir a sua suspeição no caso. O novo código processual é claro em orientar os magistrado, que, caso tenha uma dívida ou seja credor de uma pessoa que esteja em um processo, que se declare suspeito. E isso não ocorreu", disse o advogado Rafael Peres, que defende o empresário José Gonçalo de Souza.

A reportagem entrou em contato com a juíza, porém, ela não atendeu e nem retornou as ligações.

José Gonçalo e Zezo Malouf se enfrentam em uma ação por conta de empréstimos milionários contraídos por Malouf e não quitados. José Gonçalo cobra uma dívida de R$ 3,6 milhões que Malouf não teria pago ainda.

Porém, Malouf alega que deu como garantia, 10 apartamentos avaliados em R$ 6 milhões. Já José Gonçalo afirma que os apartamentos foram comprados por ele em outro acordo, onde teria pagado à vista.

Neste mês, o juiz Yale Sabo autorizou o confisco de bens na cobertura do empresário do empresário até o valor de R$ 3,6 milhões e negou o pedido de sigilo no caso pleiteado pelo autor do processo. 

Voltar Imprimir

Comentários

Chico Ferreira

Chico Ferreira

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre os ministros escolhidos por Jair Bolsonaro?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 14/12/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,55 -0,22%

Algodão R$ 91,29 -1,02%

Boi a Vista R$ 132,50 -0,38%

Soja Disponível R$ 66,00 0,61%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.