Cuiabá, Segunda-feira 24/09/2018

Judiciário - A | + A

08.03.2018 | 16h22

Escritório de Paulo Taques defende a EIG Mercados em processos trabalhistas

Facebook Print google plus
João Vieira

Paulo Taques

Um dia após o ex-secretário chefe da Casa Civil, Paulo Taques, ter afirmado que o seu escritório nunca advogou para a EIG Mercados, investigada na Operação Bereré por pagamento de propina no âmbito do Departamento Estadual de Trânsito (Detran/MT), o Gazeta Digital localizou pelo menos dois processos trabalhistas em que os advogados que atuam no escritório de Paulo Taques, defendem a EIG Mercados.

O 1º iniciou em 2016 e foi aberto por D. R. F contra a EIG Mercados e o Detran. Os advogados Pedro Jorge Zamar Taques e Daniel Augusto Mesquita foram os defensores da empresa investigada.

Reprodução/GazetaDigital

Já no 2º processo trabalhista, além de Pedro Jorge e Daniel Mesquita, a advogada Cenyara Saraiva Sena também defende a EIG Mercados, que recorreu processualmente de uma ação de C. V. Este recurso deverá ser analisado na próxima terça-feira (13).

Além dos dois processos trabalhistas, também é possível ver os nomes - dos mesmos advogados que tiveram seus nomes colocados no substabelecimento para representar a EIG um dia após o governador Pedro Taques (PSDB) ter sido eleito em 2014 - em um processo eleitoral de 2014, sobre uma pesquisa eleitoral sem prévio registro.

Nas eleições de 2014, o escritório Zamar Taques Advogados Associados, que pertence a Paulo Taques, representava a Coligação do então candidato ao governo Pedro Taques. Na última terça-feira (6), o jornal A Gazeta divulgou que a EIG Mercados tinha passado um documento para que advogados do escritório de Paulo Taques, pudesse representá-la.

Reprodução/GazetaDigital

De acordo com o documento assinado em Brasília, o advogado Daniel Augusto Mesquita passou a procuração de representatividade aos advogados Pedro Jorge Zamar Taques, Augusto Cezar Taques, Gabrielle Queiroz Marques, Cenyara Saraiva Sena e Débora Brito Cordeiro. A empresa é acusada pelo Ministério Público Estadual de desviar, entre 2009 a 2014, cerca de R$ 27,7 milhões.

Já em depoimento à Polícia Civil e ao Ministério Público Estadual, dois investigados na Operação Bereré afirmaram terem ouvido de representantes da EIG Mercados Ltda (antiga FDL Serviços) que o escritório de advocacia que tem como um dos sócios o ex-secretário Paulo Taques seria o responsável por tratar de assuntos relacionados à empresa em Cuiabá.

O empresário Roque Anildo Reinheimer, sócio da Santos Treinamentos, empresa supostamente utilizada para o repasse da propina, disse que ao procurar, em Brasília, o diretor da empresa, José Kobori, ele foi informado por uma pessoa que se identificou como advogado da companhia que eventuais prejuízos deveriam ser discutidos na Justiça e que “todos os assuntos relacionados à empresa FDL/EIG em Cuiabá fossem tratados no escritório de advocacia do chefe da Casa Civil, com o senhor Paulo Taques”.

Reprodução/GazetaDigital

Documento assinado em Brasília

Em outro depoimento, Marcelo da Costa e Silva, relatou ter ouvido de Kobori, no final de 2014, que as questões administrativas e políticas ficariam com o diretor, uma vez que ele tinha estudado com Jorge Taques, irmão do ex-secretário, e que ele tinha sido advogado de Kobori em um processo de divórcio. As declarações de Kobori, para Marcelo, foram confirmadas quando ele descobriu a procuração, datada de 6 de outubro de 2014.

A Operação Bereré foi deflagrada pelo Grupo de Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco) e Núcleo de Ações de Competência Originária (Naco). Foram expedidos 49 mandados de busca e apreensão. Entre os alvos estão os deputados Eduardo Botelho e Mauro Savi, do PSB, e o ex-presidente do Detran, Teodoro Lopes, o Dóia.

Na semana passada, foi autorizado o bloqueio de mais de R$ 27 milhões das contas de 17 pessoas e empresas acusadas de participação no esquema.

Outro lado - Procurada pelo Gazeta Digital, a EIG Mercados informou, por meio da assessoria de imprensa, que por ora não irá se manifestar sobre o caso.

Reprodução/GazetaDigital

Veja a nota na íntegra de Paulo Taques

Nota de esclarecimento

O escritório Zamar Taques Advogados Associados e o advogado Paulo Cesar Zamar Taques, em razão de depoimentos prestados no âmbito da operação bereré, onde foram mencionados, vêm a público para restabelecer a verdade e esclarecer:

Que nunca prestaram serviços à empresa EIG Mercados ou sua antecessora FDL Serviços; jamais receberam procuração ou substabelecimento para que assim o procedessem; e nunca firmaram contrato de assessoria jurídica com tais empresas.

Sobre os depoimentos, Paulo Zamar Taques informa que em 2015, enquanto secretário-chefe da Casa Civil, recebeu Roque Anildo Reinheimer, a pedido deste, oportunidade em que referido senhor afirmou que o escritório Zamar Taques representava a FDL, e que tal empresa o estava prejudicando, e “se não fosse ajudado” iria utilizar a cópia de um substabelecimento para prejudicar a Gestão Estadual, em tom de ameaça.

Diante disso, Paulo solicitou imediatamente a presença de delegados de polícia, e quando estes adentraram ao gabinete informou-lhes o ocorrido, sendo a reunião encerrada e o senhor Roque levado para prestar esclarecimentos.

O substabelecimento apresentado trazia o nome do advogado Pedro Jorge Zamar Taques, que mantém contrato de prestação de serviços jurídicos individual com o escritório D’Almeida Cordeiro & Mesquita Advogados Associados, com sede em Brasília, atuando tão somente como correspondente desse escritório, e exclusivamente nas ações trabalhistas dos seus clientes em Mato Grosso, entre eles a empresa FDL/EIG.

Por fim, informam que estão a inteira disposição das autoridades que investigam o assunto, para os esclarecimentos necessários.

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Você já anotou os números dos seis candidatos em quem irá votar nesta eleição?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 24/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 27.350 -1.800

Algodão R$ 121.430 0.130

Boi a Vista R$ 131.000 0.000

Soja Disponível R$ 70.000 -0.710

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.