Publicidade

Cuiabá, Sábado 17/08/2019

Judiciário - A | + A

acusações sobre verbas 19.07.2019 | 11h13

Ex-servidora do Gaeco diz que declarações de cabo da PM são caluniosas

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

Ex-servidora do Grupo e Atuação Especial Contra o Crime Organizado (Gaeco), Mirela Miranda Ojeda, afirmou, por meio de nota, que são caluniosas as declarações de suposto desvio de verbas secretas do órgão, no período em que trablhou como assistente ministerial. 

 

Em depoimento na quarta-feira (17), o cabo da Polícia Militar, Gerson Corrêa, que é réu no processo da "Grampolândia Pantaneira, acusou promotores de Justiça que estiveram à frente do Gaeco de cometer irregularidades em operações, além de escutas ilegais.  

 

Leia também - Servidora acusada de participar de 'verba secreta' no Gaeco trabalhou no MPE até março

 

Ela disse que sempre cumpriu as ordens dos chefes dentro da lei, "com honestidade e responsabilidade nas demandas financeiras para uso exclusivo nas diligências sigilosas a serviço Grupo".

 

"Que repudio as declarações mentirosas contra a minha pessoa e aos membros do Ministério Público, uma vez que o período de 10 anos que trabalhei junto ao Grupo, as prestações de contas eram rigidamente conferidas e aprovadas pelos Procuradores e promotores de Justiça dentro da legalidade", diz o trecho de uma nota publicada pela ex-servidora do Gaeco. 

 

A ex-servidora também lembrou que as contas do Gaeco era anualmente aprovadas pelo Tribunal de Contas. "Informo ainda que todas as contas prestadas pelos policiais eram realizadas nos retornos das viagens e diligências sigilosas, e que por vínculo de confiança eram conferidas e aprovadas pelos procuradores e promotores de Justiça, cabendo a mim, por praxe de serviço, atestar e lançar na planilha de despesas, obedecendo as ordens a mim imputadas, dentro da lei de prestação de contas da Procuradoria Geral de Justiça. Desta forma, estou à disposição de qualquer juizo, instância ou Tribunal para prestar quaisquer esclarecimentos que porventura se fizerem necessários...Desde que sejam dentro das normas constitucionais que regem o Estado democrático de direito", complementa. 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

O noticiário diário costuma influenciar o seu humor?

Parcial

Edição digital

Sábado, 17/08/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,40 -1,75%

Algodão R$ 93,07 -0,51%

Boi a Vista R$ 139,00 1,83%

Soja Disponível R$ 68,50 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.