Cuiabá, Segunda-feira 22/10/2018

Judiciário - A | + A

29.12.2017 | 13h32

MPE denuncia casal e 2 pistoleiros por morte do prefeito de Colniza

Facebook Print google plus

A Promotoria de Justiça de Colniza apresentou no último dia 27 denúncia contra o casal Antônio Pereira Rodrigues Neto e Yana Fois Coelho Alvarenga, Zenilton Xavier de Almeida e Welison Brito Silva pela morte do prefeito Esvandir Antônio Mendes, ocorrida no último dia 15. Assinam a denúncia os promotores de justiça Leandro Túrmina e Willian Oguido Ogama.

Reprodução

A vítima Esvandir Antônio Mendes

Consta na denúncia que anterior ao dia do assassinato do prefeito, Yana e Antônio pactuaram o crime e se associaram a Zenilton, Welison e o adolescente J.V.O.P., que utilizaram um rifle calibre 22 e um revólver calibre 38 da marca Taurus para matar Esvandir. Por sorte, saíram vivos da emboscada as vítimas Admilson Ferreira dos Santos, ex-secretário municipal; Walison Jones Machado e a primeira-dama Rosemeire Costa.

Leia também - Polícia conclui inquérito e indicia 5 por homicídio do prefeito de Colniza

Além do crime de homicídio, a denúncia também aponta os crimes de corrupção de menor, entrega de veículo automotor à pessoa não habilitada e receptação de arma de fogo roubada. O Ministério Público Estadual (MPE) também pede à Justiça que condene os acusados à reparação de danos morais e materiais à família do prefeito e à Prefeitura de Colniza.

Relembre o caso

No início da noite do dia 15 de dezembro, na rodovia BR-174, próximo ao perímetro urbano de Colniza, os denunciados Antônio, Zenilton e Welison efetuaram disparos de arma de fogo em direção à caminhonete Hillux SW4, que era ocupada pelas vítimas e que tinha o prefeito Esvandir ao volante. Além da morte do gestor, as demais vítimas ficaram feridas, tendo Admilson inclusive ficado internado.

Leia também - Acusados de matar prefeito são transferidos para cadeia de Juína

Consta na denúncia que Zenilton e Welison participaram do crime em troca de recompensa de R$ 5 mil para cada um, quantia que seria paga por Yana Fois e Antônio Pereira, que teriam agido mediante razões pessoais e políticas. Os promotores ainda atribuem a Yana a responsabilidade por dar cobertura aos atiradores. Segundo a denúncia, ela teria mandado o adolescente J.V.O.P. fosse buscar os executores com uma Hyundai HB20 branca, que já estava à disposição para este fim.  

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre a influência das redes sociais e WhatsApp nessas eleições?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 22/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,05 1,45%

Algodão R$ 96,29 -0,97%

Boi a Vista R$ 129,50 0,54%

Soja Disponível R$ 75,20 -0,40%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.