Cuiabá, Sexta-feira 19/10/2018

Judiciário - A | + A

13.07.2017 | 09h07

Sérgio Ricardo diz que não pode pagar advogado, mas juiz nega Justiça gratuita

Facebook Print google plus
Assessoria AL

Conselheiro afastado do TCE Sérgio Ricardo

O conselheiro afastado do Tribunal de Contas do Estado (TCE), Sérgio Ricardo de Almeida, teve pedido para obter o benefício da Justiça gratuita negado pelo juiz Emerson Luis Pereira Cajango, da 4ª Vara Cível de Cuiabá, na ação que ele move contra a CX Construções Ltda.

Sérgio Ricardo alegou que teve seus bens bloqueados a pedido do juiz Luís Aparecido Bortolussi Júnior, da Vara de Ação Civil Pública e Ação Popular, e que não teria como pagar um advogado.

O magistrado da 4ª Vara Cível afirmou que as custas processuais devem ser pagas quando o processo é distribuído e que, naquele momento, Sérgio Ricardo ainda ocupava o cargo de conselheiro do TCE.

“Extrai-se que as custas devem ser recolhidas no momento da distribuição, salvo se ficar demonstrado o estado de hipossuficiência que impossibilite de fazê-la de imediato, o que não restou evidenciado nos autos”.

O afastamento de Sérgio Ricardo foi determinado em janeiro deste ano pelo juiz Luiz Aparecido Bortolossi Júnior ao acatar pedido do Ministério Público Estadual (MPE) numa ação por improbidade onde o ex-deputado estadual é acusado de ter comprado por R$ 12 milhões a vaga de conselheiro que antes pertencia a Alencar Soares Filho.

Na denúncia, o Ministério Público narra que a vaga no Tribunal de Contas do Estado era ocupada pelo então conselheiro Alencar Soares que abriu mão do cargo mediante o recebimento de R$ 4 milhões pagos pelo à época deputado estadual, Sérgio Ricardo. Quem denunciou a "negociata" foi o ex-secretário de Estado, Eder Moraes. Ele depois tentou voltar atrás negando tudo o que havia dito, mas o Ministério Público não levou em consideração seu "desmentido".

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Qual deveria ser a prioridade do próximo presidente?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 19/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,25 -0,45%

Algodão R$ 115,18 1,08%

Boi a Vista R$ 127,88 0,30%

Soja Disponível R$ 68,20 0,15%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.