Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 15/07/2019

Judiciário - A | + A

23.04.2017 | 09h18

Silval vai confessar crimes mesmo sem acordo de delação

Facebook Print google plus

Mediante notícias de que "entregaria" comparsas em crimes de corrupção na condição de delator, o ex-governador Silval Barbosa (PMDB), preso há 1 ano e 8 meses, veio a público, por meio de nota, afirmar que vai confessar participação em ilícitos, mas sem o objetivo de expor outros possíveis envolvidos nas irregularidades apuradas pela Operação Sodoma.

Chico Ferreira

Silval diz que vai confessar crimes

"Assumirei minhas responsabilidades perante o Poder Judiciário, confessando fatos pontuais naqueles processos que eu realmente tenha praticado ilícitos penais", diz trecho da nota.

Silval explica que "a postura de confessar determinados fatos não se confunde com delatar pessoas". Isto não significa que nomes de ex-auxiliares envolvidos em crimes não sejam citados nas futuras confissões do ex-gestor.

Leia mais - Após Riva, Silval pode complicar muita gente

A Operação Sodoma, que resulta de investigações da Delegacia Fazendária (Defaz), trata de fraude na concessão de incentivos fiscais no governo de Silval, feita em troca de propina, e envolve 6 ex-secretários de Estado do staff dele, entre eles Marcel de Cursi e Pedro Nadaf.

João Vieira

Ex-governador nega acordo de delação

Silval nega que tenha feito gravações comprometedoras no gabinete governamental em 2014, final de mandato, e garante que nunca procurou o Ministério Público Estadual, através de advogados, para fechar acordo de delação, com base em tais imagens e áudios.

Segundo ele, o que tem sido noticiado são especulações falsas.

Diz porém que influenciado por familiares, após todo o tempo em que está preso, vai mudar de postura na condução do processo que tramita na Sétima Vara Criminal de Cuiabá, sob a responsabilidade da juíza Selma Rosana.

Confira a íntegra da nota de Silval

Reprodução
Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

GD

GD

Enquete

O Congresso Nacional deve aprovar a lei que regulamenta a educação domiciliar?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 15/07/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,05 -0,68%

Algodão R$ 90,32 0,02%

Boi a Vista R$ 135,67 0,50%

Soja Disponível R$ 65,00 0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.