Cuiabá, Sexta-feira 14/12/2018

Judiciário - A | + A

Falta até contrato com produtora 03.12.2018 | 18h13

Técnico do TRE aponta várias irregularidades e pede a reprovação das contas de Selma Arruda - veja documento

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa

anaflavia@gazetadigital.com.br

Chico Ferreira

Chico Ferreira

O Tribunal Regional Eleitoral (TRE) emitiu um parecer técnico pedindo a reprovação das contas de campanha da senadora eleita, Selma Arruda (PSL). De acordo com o parecer assinado pelo examinador de contas, Daniel Ribeiro Taurines, a juíza aposentada teria cometido diversas irregularidades financeiras durante a campanha eleitoral. 

 

No documento são apontadas inconsistências como falta de extratos bancários, doações sem identificação de CPF ou CNPJ e doações acima do valor previsto nas vésperas das eleições, contrariando resolução do Tribunal Superior Eleitoral (TSE). Selma ainda teria deixado de apresentar contratos de serviços prestados durante a campanha. 

 

Leia também - Tribunal compartilha processo sobre caixa 2 para julgar contas de Selma Arruda

 

A juíza aposentada já é processada numa ação eleitoral, sob acusação de gastos irregulares na campanha apontados como caixa 2 e abuso de poder econômico que pode culminar em sua cassação. No parecer emitido pelo TRE no processo das contas de campanha, é citada, inclusive, ação de investigação judicial eleitoral que tramita sob sigilo e foi motivada por causa da contratação, pela então candidata, da Genius Publicadade, do empresário e publicitário Júnior Brasa, no valor de R$ 1,8 milhão no período da pré-campanha.

 

"Importante ressaltar que indícios que o contrato celebrado (em tese em 15/08/2018) com a Empresa GENIUS AT WORK PRODUCOES CINEMATOGRAFICAS LTDA seria inicialmente de R$ 690.000,00 (seiscentos e noventa mil) reais, pelo fato de constar da Nota Fiscal emitida e paga em 28/08/2018 a expressão “parcela 01/03”, o qual deveria ser lançado no momento da contratação (art. 38, º1º da Res. 23553). Todavia, a falta do contrato ou de rescisão entre as partes, dificulta a análise técnica, indicando possível omissão de contratação/despesa e da existência de débitos/dívida de campanha, contrariando o disposto no art. 36 da Res. 23553/2018", consta no parecer do TRE.

 

Conforme o documento, a falta da apresentação dos contratos celebrados para os serviços prestados no decorrer da campanha eleitoral, prejudica o exame das contas, apesar da comprovação dos pagamentos.

 

"Perante o exposto, manifesta-se este examinador de contas pela desaprovação da prestação de contas relativa à arrecadação de recursos na campanha da sra. Selma Rosane Santos Arruda, candidata ao cargo de senadora pelo PSL/MT, referente às eleições gerais de 2018", diz trecho do documento desta segunda-feira (3).

  

Principal apontamento seria com relação à omissão de gastos. Para o Facebook, por exemplo, foram realizados 3 pagamentos totalizando R$ 30 mil dos dias 28 de agosto, 18 e 27 de setembro. No entanto, nem todo serviço foi utilizado até o dia da eleição e cerca de R$ 8 mil deveriam ser sido devolvidos ao partido.

 

Confira aqui a íntegra do parecer do técnico do TRE.

Voltar Imprimir

Comentários

Chico Ferreira

Chico Ferreira

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre os ministros escolhidos por Jair Bolsonaro?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 14/12/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,70 2,48%

Algodão R$ 117,24 -0,22%

Boi a Vista R$ 135,83 0,00%

Soja Disponível R$ 66,80 -0,52%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.