Cuiabá, Sexta-feira 19/10/2018

Opinião - A | + A

05.02.2017 | 00h00

Preocupações dos brasileiros

Facebook Print google plus

Diante de uma situação de crise econômica, com o desemprego atingindo mais de 12 milhões de trabalhadores, o equivalente à população do município de São Paulo, o brasileiro tem no emprego a sua principal preocupação neste ano de 2017. Foi o que detectou a pesquisa Retratos da Sociedade Brasileira - Problemas e Prioridades, divulgada nesta semana pela Confederação Nacional da Indústria (CNI).

Segundo o levantamento, que ouviu 2.002 pessoas em 141 municípios entre os dias 1º e 4 de dezembro do ano passado, o principal problema apontado pela população foi o desemprego, com 43% das menções. Empatados em segundo lugar, ambas com 32% das respostas, ficaram saúde e corrupção, dois pontos que também andam sacudindo o país e tirando o sono de muita gente.

Quando a questão levantada é prioridade, a melhoria dos serviços de saúde, com 38% das menções, foi a mais citada no levantamento, pela quarto ano consecutivo. A pesquisa mostra ainda que a medida é mais importante para as mulheres do que para os homens. Enquanto 44% das mulheres indicaram a saúde como uma de suas prioridades, a mesma importância foi dada por 32% dos homens.

Com o agravamento da crise econômica - o crescimento da economia previsto para este ano é ínfimo -, a criação de empregos, o combate à inflação e o aumento do salário mínimo tomaram o lugar de prioridades ligadas à segurança. A geração de emprego, por exemplo, subiu do sétimo lugar, em 2014, quando recebeu 18 das menções, para o segundo lugar neste ano, com 32% das menções. Já o combate à inflação, que no ano passado estava segundo lugar, caiu para o terceiro em 2017, mencionado por 28% dos entrevistados.

Um detalhe importante é sobre a corrupção, que também tem virado o país de cabeça para baixo e abalado definitivamente nosso moral. É a mais lembrada entre os mais jovens e pela população com maior grau de instrução. Enquanto 38% dos jovens de 16 a 24 anos apontam a corrupção como um dos principais problemas do país, esse percentual cai com a idade, chegando a 29% entre os que têm 55 anos ou mais. Entre os entrevistados com curso superior, 44% citaram a corrupção como um dos dois principais problemas do país. Esse percentual cai para 20% entre os que têm até a quarta série do ensino fundamental.

O levantamento mostra o grau de preocupação da sociedade brasileira e reflete esse momento delicado em que vivemos. As crises econômica, política, institucional, social e moral provocam profundas cicatrizes sociais que esperamos possam ser curadas algum dia.

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Qual sua expectativa sobre os políticos que vão ocupar o Congresso Nacional?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 19/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,00 -0,74%

Algodão R$ 97,74 -0,19%

Boi a Vista R$ 134,50 0,00%

Soja Disponível R$ 75,50 0,40%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.