Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 23/08/2019

Polícia - A | + A

COMOÇÃO EM SORRISO 19.07.2019 | 09h17

Acusado já havia estuprado vizinho de 9 anos em 2013

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

Jonatan Nicolas Duarte, 20, preso em flagrante pelo estupro e morte de uma menina de 8 anos em Sorriso (420 km ao Norte de Cuiabá), era suspeito de cometer outro estupro na cidade, no ano de 2013, contra um vizinho de 9 anos.

 

Conforme as informações, na época a vítima relatou que estava na rua, brincando de esconde-esconde, quando foi abordado por 3 vizinhos. 

 

Dois deles o seguraram e Jonatan teria consumado o ato sexual com o menor, que correu para casa e contou aos pais. 

 

Semelhanças

 

O crime se assemelha com o que foi registrado na madrugada do dia 18, quando Jonatan estuprou a vizinha de 8 anos enquanto ela dormia. 

 

Leia também - Menina de 8 anos é estuprada e morta por vizinho em MT

 

Além do ato sexual, ele também quebrou o pescoço da vítima, que morreu na hora. Conforme o delegado André Ribeiro, o crime é bárbaro e chocou até os investigadores, que chegaram a se emocionar durante as investigações.

 

O acusado morava aos fundos da casa da vítima, que estava sozinha em casa enquanto os pais trabalhavam.

 

“A menina mora com a mãe e o padrasto, que trabalham até tarde. Geralmente ela fica na casa do pai, mas neste dia, ela pediu para não ir. Ela queria ficar brincando na rua com as crianças da vizinhança e assim foi feito”, disse o delegado à imprensa.

 

As investigações apontam que a menina brincou até às 23h e foi para casa dormir. 

 

Uma vizinha chegou a ir até a residência e viu a menina dormindo. “A família dela é trabalhadora, são pessoas de bem e que cuidavam da menina. Além disso, a vizinhança também tinha um zelo pela menor, sabendo que os pais trabalhavam”. 

 

Porta encostada

 

Nesse meio tempo, Jonatan, que passou a noite fazendo uso de drogas e bebida alcoólica, aproveitou que a porta da casa estava encostada, desligou a luz da varanda e foi até o quarto onde a menina dormia. 

 

Em depoimento, o acusado informou que a menina esboçou uma reação, mas que ele a imobilizou, com a mão em sua boca. Foi quando percebeu que ela não se mexia mais. 

 

“Quando ele percebeu que a menina estava sem vida ou desmaiada, com o olho roxo, ele parou, vestiu a roupa dela, a cobriu e foi embora”. 

 

A mãe da criança foi quem a encontrou na casa, desacordada. 

 

Ela foi encaminhada para o Hospital Regional de Sorriso, foi reanimada por quase 1h, mas não resistiu e morreu.

 

A família acreditava que ela tinha sido vítima de uma convulsão.

 

Médico legista que fez a necrópsica da vítima foi responsável por descobrir o crime.

 

Sinais de abuso e morte violenta

 

Nas primeiras horas da manhã de quinta-feira, o médico entrou em contato com o delegado Ribeiro e comunicou o fato.

 

“Segundo o médico, a menina estava com lesões no ânus e com o pescoço quebrado, por isso fez como manda o protocolo e acionou as autoridades policiais. Nós nos mobilizamos todos os dias para esclarecer o caso e foi o que aconteceu”.

 

Diligências foram feitas na vizinhança, ouvindo testemunhas, familiares e vizinhos. Jonatan entrou em contradição e acabou confessando o crime. 

 

“Temos que ter muito cuidado com quem deixamos nossos filhos. Mesmo com pessoas de confiança, todo cuidado é pouco”, disse o delegado. 

 

O crime chocou a cidade e por questões de segurança, Jonatan foi transferido de Sorriso para Sinop ainda na noite de quinta-feira.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Qual seria o maior avanço da ciência?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 23/08/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,70 -1,99%

Algodão R$ 119,18 0,13%

Boi a Vista R$ 134,50 0,00%

Soja Disponível R$ 70,50 0,71%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.