Cuiabá, Segunda-feira 22/10/2018

Polícia - A | + A

19.11.2017 | 12h45

Corpo de mulher é achado nu e com a cabeça esmagada em matagal

Facebook Print google plus

Os cadáveres de um homem e de uma mulher foram localizados pela Polícia Militar, no sábado (18), em Cuiabá. Conforme a Polícia Civil, o 1º caso ocorreu no bairro 1º de Março, em uma rua que acaba num matagal, próximo à Escola Municipal Aristotelino Alves Praeiro. O corpo da faxineira Edilaine Gonçalves Queiroz, 40, foi encontrado logo no início da manhã, sem roupas, com a barriga virada para cima e a cabeça esmagada por uma pedra que estava ao redor. 

João Vieira

As roupas e a bolsa da vítima estavam espalhadas na mesma rua. No local, também foi encontrado, já no matagal, uma camiseta amarela que a Polícia acredita que seja do assassino. A hipótese investigada é do crime de latrocínio que é o roubo seguido de morte. Isso porque o celular Samsung Galaxy J6, que a vítima comprou há pouco tempo não foi encontrado na bolsa.

A Polícia também suspeita que a vítima tenha sido estuprada antes de ser assassinada. Exames que serão realizados pela Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) vão apontar se houve estupro.

Populares contaram à polícia que ouviram gritos por volta das 5 horas da manhã, mas não saíram na rua para ver o que era. Dissera que o local é perigoso, sem iluminação e frequentado por usuários de drogas.

O marido de Edilaine, o identificado como Adão, foi ouvido pela Polícia e disse que a esposa saía todos os dias naquele horário para ir ao trabalho num estabelecimento em Várzea Grande, onde era faxineira. Ele estava transtornado com a tragédia. Disse que ele e a esposa eram evangélicos e trabalhadores. Relatou, inclusive, que sua esposa havia se esforçado para comprar o celular novo que foi roubado pelo criminoso que a matou.

Desaparecimento e corpo de homem em decomposição

O 2º corpo foi encontrado por uma guarnição do 24º Batalhão da Polícia Militar, cuja base fica no bairro São João Del Rey, na Capital, após ser acionada por populares da região.

O cadáver já estava em estado avançado de decomposição e as equipes da Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec) e Instituto Médico Legal (IML) deram inícios às investigações no local, que é um matagal.

Conforme a Polícia Civil, a vítima é Rafael Miranda de Lara, 25, que estava desaparecido desde quinta-feira (16).  A mulher dele, Kelly, contou aos investigadores que na noite do dia 16, um veículo Cobalt preto parou em frente à casa do casal, no bairro Novo Milênio e Rafael foi levado por homens e nunca mais voltou.

As investigações também apontaram que Rafael teria entrado no matagal andando e, em seguida, teria sido executado com pelo menos 1 tiro. A informação é condizente com o testemunho de pessoas que moram naquela zona rural e disseram ter ouvido disparo na noite da última quinta-feira. Em ambos os casos, as investigações devem seguir, agora, para identificar os responsáveis pelos crimes.

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

Qual sua opinião sobre a influência das redes sociais e WhatsApp nessas eleições?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 22/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,50 0,72%

Algodão R$ 117,24 -0,23%

Boi a Vista R$ 130,25 0,00%

Soja Disponível R$ 67,60 -0,15%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.