Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 23/08/2019

Polícia - A | + A

Carros de luxo 18.04.2019 | 12h18

Dono de concessionária e esposa são indiciados por estelionato

Facebook Print google plus
Andréia Fontes, editora de A Gazeta

redacao@gazetadigital.com.br

Divulgação

Divulgação

Pelo menos 20 vítimas já procuraram a Polícia

Dono da concessionária Sport Cars Multimarcas, Marcelo Sixto Scheavenin e a esposa Thays Dalavalle, foram indiciados por estelionato e apropriação indébita majorada.

 

Mais de 20 vítimas denunciaram o empresário à Polícia Civil. Todas deixaram veículos de luxo, de valores altos, na concessionária do acusado para venda consignada. Os veículos foram vendidos, mas poucos receberam o dinheiro. 

 

Leia também - Motorista de Uber é sequestrado e fica amarrado em matagal

 

Algumas vítimas disseram que chegaram a receber cheques pré-datados e outras perderam tudo. Alguns casos foram enquadrados como estelionato e outros como apropriação indébita. Todos foram reunidos em único inquérito policial.  

 

Durante interrogatório, Marcelo admitiu não ter repassado os valores, mas alegou que a intenção não era dar “calote” nas vítimas. Diz que estava em situação financeira difícil e usou o dinheiro para pagar suas dívidas. A mulher dele justificou somente trabalhar na parte administrativa da empresa e não participava dos negócios. 

 

A Polícia pediu a prisão de Marcelo, mas a justiça entendeu que medidas cautelares seriam suficientes. O inquérito policial foi enviado para a Justiça esta semana. 

 

Medidas protetivas

 

O pedido de prisão preventiva do empresário foi negado pela juíza da 5ª Vara Criminal, Silvana Ferrer Arruda. A magistrada aponta que no caso há 2 dos requisitos para a prisão preventiva, mas não vislumbra um terceiro motivo. 

 

A juíza destacou que não se trata de crime cometido com violência, apesar de reprovável, e enfatizou que não há nos autos qualquer informação no sentido de que o investigado estaria destruindo provas, ameaçando testemunhas ou, de qualquer maneira, obstaculizando o prosseguimento das investigações policiais, "mas pelo contrário, a princípio, até então, vem prestando esclarecimentos perante a polícia quanto aos fatos a ele imputados". 

 

Na decisão, o acusado é alertado que terá que cumprir com diversas medidas restritivas ou poderá ter a prisão decretada. Será monitorado por tornozeleira eletrônica; terá que comparecer a todos os atos em que haja necessidade de sua presença; manter o comprovante de residência atualizado, da mesma forma o número; fica proibido de ausentar do país, devendo entregar ao juízo seu passaporte; aos sábados, domingos e feriados não pode sair de sua residência e nos dias úteis deve estar em casa no período das 20h até 6h da manhã.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Qual seria o maior avanço da ciência?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 23/08/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,45 1,57%

Algodão R$ 93,09 -0,50%

Boi a Vista R$ 130,00 0,00%

Soja Disponível R$ 68,50 0,44%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.