Cuiabá, Terça-feira 16/10/2018

Polícia - A | + A

07.02.2018 | 15h27

Líder de movimento agrário é assassinado na frente da esposa e filha

Facebook Print google plus
Reprodução

Líder de movimento agrário foi morto a tiros, na manhã desta quarta-feira (8), na cidade de Paranatinga (373 ao sul de Cuiabá). Carlos Antônio dos Santos, 51, estava em seu veículo Eco Esporte de cor prata quando foi executado por 2 suspeitos em uma motocicleta, em frente à Prefeitura da Cidade.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Pablo Borges Rigo, a vítima já havia registrado denúncia sobre ameaças de morte por questões de disputa de terras. “Na semana passada ele relatou que sofria ameaças e citou alguns nomes. Ele também já tinha registrado uma denúncia sobre a coação que recebia na cidade de Nova Ubiratã”, afirmou.

A questão da disputa por terras é a principal linha de investigação da Polícia Civil. No entanto, o delegado já solicitou imagens de câmeras de segurança para ajudar na identificação dos assassinos.

Rigo afirma que esse é um caso difícil de investigar, tendo em vista o temor pela vida. “As testemunhas têm receio de prestar depoimento ou passar qualquer tipo de informação por medo de sofrerem algum atentado. Mas já estamos em diligências buscando as pessoas apontadas pela própria vítima quando denunciou as ameaças de morte e outras testemunhas”, pontuou.

Reprodução

‘Carlão’, como era conhecido, estava em um Eco Esporte acompanhado da esposa e filha. Por volta das 9h40, eles foram abordados por 2 homens em uma motocicleta, sem marca e modelo confirmado, quando saíam da Prefeitura de Paranatinga.

A mulher foi atingida no braço de raspão, enquanto o marido foi atingido na região do tórax. A filha nada sofreu.

O casal chegou a ser atendido pelo Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu), que encaminhou as vítimas até o Hospital São Benedito, mas o líder do movimento sem-terra, não resistiu e morreu, segundo a Polícia Civil. O delegado afirmou que a mulher passa bem.

Equipe da Perícia Oficial de Identificação (Politec) esteve no local para colher dados sobre o crime. A Polícia Civil aguarda o laudo para saber informações sobre o tipo de arma utilizado pelos assassinos.

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Na França, quem assoviar para mulher na rua pode ser multado

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 16/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22,95 0,88%

Algodão R$ 97,98 -1,02%

Boi a Vista R$ 130,67 -1,38%

Soja Disponível R$ 70,25 0,72%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.