Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 23/08/2019

Polícia - A | + A

OPERAÇÃO ASSEPSIA 25.06.2019 | 13h49

Militares optam pelo silêncio em depoimento à Polícia Civil

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

Policiais militares presos na Operação Assepsia, deflagrada pela Gerência de Combate ao Crime Organizado (GCCO), da Polícia Civil, ficaram em silêncio durante o depoimento, na manhã desta terça-feira (25), aos delegados que investigam o caso.

 

Advogado Ricardo Monteiro, defesa do tenente PM Cleber de Souza Ferreira, diz que não se trata de “ficar em silêncio”, mas do entendimento de que a Polícia Civil não é competente para investigar o policial militar. 

 

“A legislação é clara, em crimes atribuídos a militares no exercício da função, tem que ser investigado pela corregedoria do órgão”, lembra. 

 

Leia também - Imagens mostram encontro de militares com diretores da PCE

 

Monteiro afirma ainda que o cliente está pronto para falar, mas dentro da legislação em que o militar está inserido.

 

Ele contou ainda ao que entrou com pedido de habeas corpus nesta terça-feira.

 

A defesa do subtenente PM Ricardo de Souza e do cabo PM Denizel Moreira dos Santos não foi localizada pela reportagem. 

 

Em nota, a assessoria de imprensa da Polícia Militar informou que a corregedoria acompanhou as diligências e o cumprimento das medidas judiciais durante a operação e que já obteve a cópia do inquérito instaurado pela Polícia Civil. 

 

Além disso, informou que continua acompanhando o caso e a tramitação do processo. 

 

Outros envolvidos

 

No dia em que a operação foi deflagrada, que também resultou na prisão dos diretores da PCE, Revétrio Francisco da Costa e Reginaldo Alves dos Santos, os policiais chegaram a citar o nome de seus superiores durante a audiência de custódia. 

 

Leia também - Polícia investiga ligação de diretores com facção Comando Vermelho

 

Segundo os militares, os superiores tinham conhecimento da entrega dos celulares na PCE. Ainda em nota, a PM informou que uma sindicância foi instaurada para apurar as afirmações. 

 

A corregedoria da PM vai buscar copias das oitivas da audiência, que serão anexadas na apuração da sindicância.  

 

Apreensão  

 

No dia 6 de junho, agentes penitenciários revistaram um freezer que seria entregue na cela de Petróleo e Marreta. Agentes penitenciários ouvidos informaram que não encontraram o registro da entrada do freezer, o que levantou a suspeita de material ilícito.   

 

"Quando chegamos e ouvimos os agentes, fomos direto para o livro de registro, mas não tinha nada sobre a entrada do objeto pelo portão principal da unidade", contou o delegado Frederico Murta da GCCO.   

 

Os celulares foram identificados no raio-x, mas como estavam enrolados em um papel alumínio, apareceram apenas como "borrões" nas imagens. Imagens obtidas pela polícia mostram o freezer sendo descarregado na unidade.   

 

O eletrodoméstico chegou em uma caminhonete preta, que segundo a investigação, pertence ao preso Marreta. Revértrio e Reginaldo estão presos no Centro de Custódia de Cuiabá.    

 

Cleber está em uma cela no 3º Batalhão e Ricardo e Denizel foram recolhidos no Batalhão de Operações Especiais (Bope).   Leia a nota na íntegra

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Qual seria o maior avanço da ciência?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 23/08/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,35 1,18%

Algodão R$ 91,93 -0,12%

Boi a Vista R$ 138,00 -0,48%

Soja Disponível R$ 66,35 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.