Cuiabá, Domingo 23/09/2018

Polícia - A | + A

07.03.2018 | 14h41

Mulher é detida ao tentar entrar em presídio com drogas em partes íntimas

Facebook Print google plus
Divulgação

Mulher de 42 anos foi detida na manhã desta quarta-feira (7) ao tentar entrar na Penitenciária Central do Estado (PCE), no bairro Jardim Industriário 2, em Cuiabá, com drogas escondida dentro das partes íntimas. O entorpecente só foi retirado no Pronto Socorro de Várzea Grande, após Gisele Barboza da Silva ser escoltada em 4 unidades da Capital que se recusaram a retirar o material do corpo da mulher.

Segundo o diretor do Sindicato dos Servidores Penitenciários do Estado de Mato Grosso (Sindpen-MT), João Batista, a mulher faria uma visita e na entrevista antes de entrar no presídio admitiu estar com a droga dentro do corpo. A visitante foi conduzida até a Unidade de Pronto Atendimento do bairro Pedra 90, onde fez o raio-x que constatou o material nas partes íntimas de Gisele.

Divulgação

No entanto, ao pedir a retirada da droga a unidade se recusou a fazer tal procedimento. Os agentes penitenciários foram também no Instituto Médico Legal (IML), na Delegacia Repressão a Entorpecentes (DRE) e no Pronto Socorro Municipal de Cuiabá que se recusaram a retirar a droga. “A mulher estava com a droga no corpo, com o raio-x na mão, comprovando toda a situação, correndo risco e mesmo assim se recusaram a receber e ajudar a retirar a droga”, pontuou João.

Por fim, os agentes levaram Gisele até o Pronto Socorro de Várzea Grande (PSVG). Lá a mulher foi atendida e teve um maço de entorpecente retirado da vagina. A ocorrência foi registrada na DRE de Cuiabá por tráfico de drogas e a suspeita será encaminhada para a audiência de custódia.

Outro lado

A diretora-geral do PSMC, Zamara Brandão, disse que não teve conhecimento sobre o caso e informou que o Pronto Socorro não pode retirar objetos nestas situações porque, embora ele seja de urgência e emergência, sua especialidade é trauma, ortopedia entre outras, e não possui ginecologista.

Nesses casos, conforme ela, os locais capacitados para atender esse tipo de atendimento são os hospitais maternidades, que possuem tanto os profissionais, quanto os mecanismos adequados.

Entre os hospitais indicados pela diretora do OS estão o Santa Helena, Júlio Muller e Hospital Geral.

 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Qual sua opinião sobre os aplicativos para denúncias de infrações eleitorais?

Parcial

Edição digital

Domingo, 23/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22.000 0.690

Algodão R$ 121.920 0.520

Boi a Vista R$ 133.000 0.760

Soja Disponível R$ 71.800 1.130

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

Enquete

Que importância tem o candidato a vice?

Parcial

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.