Cuiabá, Terça-feira 23/10/2018

Política de MT - A | + A

10.05.2017 | 17h19

AL vota projeto que prevê desconto no salário de deputado faltoso

Facebook Print google plus
Chico Ferreira

Oscar Bezerra é o autor de projeto que prevê desconto no salário de deputado faltoso

Após ficar 2 anos parado na Assembleia Legislativa de Mato Grosso, o projeto de resolução de autoria do deputado Oscar Bezerra (PSB) que prevê punição com desconto no salário dos parlamentares faltosos volta a tramitar nas comissões internas e com previsão de entrar na pauta de votação da próxima semana.

Atualmente, o salário de um deputado estadual é R$ 25,3 mil e pela proposta de Oscar, a cada falta numa sessão ordinária o parlamentar terá descontado o valor de 1/30 do subsídio, ou seja R$ 843. O deputado Gilmar Fabris (PSD), pediu vistas do projeto e terá 5 dias para devolve-lo à mesa diretora.

Ao discursar na Tribuna na sessão desta quarta-feira, o socialista chegou a sugerir que poderá, propor uma alteração no projeto para incluir uma cláusula de cassação de mandato do deputado que somar mais de 30% de faltas nas sessões. No entanto, essa possibilidade, por enquanto, ficou apenas no discurso, pois no texto do projeto de resolução número 75 não prevê essa punição.

Na próxima semana o projeto deverá receber a primeira votação, em seguida ser enviado para a Comissão de Constituição, Justiça e Redação (CCJR) para parecer favorável ou não. Após isso, deverá passar pela segunda votação em Plenário e ser enviado ao governador Pedro Taques para sancionar ou vetar.

A proposta foi lida em maio de 2015, mas somente nesta quarta-feira entrou em discussão, ocasião em que o autor, Oscar Bezerra, defendeu a sua aprovação, “É um absurdo que todo trabalhador tenha descontado em seu salário suas faltas e os deputados não. É difícil não ter quorum suficiente para votarmos as proposições quase que toda semana. Com a medida aceita a tendência é que o trabalho Legislativo se desenvolva melhor”, justificou.

Conforme o texto, as faltas serão abonadas nos casos em que o deputado estiver em missão oficial, representando a Assembleia, caso esteja como membro da Mesa, ou desempenhando funções administrativas em nome da Casa interna ou externamente. Outras situações em que as faltas não serão computadas serão em casos de doença, quando apresentado laudo ou atestado médico e falecimento de membros da família as faltas.

Caso o projeto seja aprovado e vire lei, as informações deverão ser publicadas no site da Assembleia contendo a atualização das frequências de comparecimento de cada deputado. Deverá constar ainda as presenças, ausências e as faltas justificadas, nas sessões plenárias. Confira aqui a íntegra do projeto.

Voltar Imprimir

Comentários

GD

GD

Enquete

O país vai voltar a se unir após as eleições?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 23/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,00 -1,04%

Algodão R$ 97,01 -1,03%

Boi a Vista R$ 125,74 -0,80%

Soja Disponível R$ 70,00 -1,27%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.