Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 22/07/2019

Política de MT - A | + A

Fethab 15.05.2019 | 18h35

Aprosoja cobra governador a retirada da taxação do milho

Facebook Print google plus

Aprosoja

Aprosoja

Os produtores rurais, que se reúnem no movimento Mato Grosso Forte, cobram do governador Mauro Mendes (DEM), na tarde de quarta-feira (15) o fim da taxação do milho, que foi inserido no pacote que alterou o Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab). O grupo também cobra que o Fethab commodity seja totalmente destinado para transporte e habitação, sem que haja uso de recursos para a saúde.

 

As alterações no Fethab, ainda em janeiro, trouxe problemas do governo junto ao agronegócio, porém Mauro Mendes se manteve firme e a Assembleia Legislativa aprovou o projeto, que não só aumenta o percentual pago como incluiu o milho na taxação.

 

Leia também - Produtores rurais protestam contra taxação do agronegócio

 

No documento entregue pelo movimento ao governo estão a reivindicação de que as medidas de redução de gastos do Estado sejam apresentadas, assim como a desburocratização dos processos do setor produtivo na Secretaria de Estado de Fazenda, Secretaria de Estado de Meio Ambiente e o Instituto de Terras de Mato Grosso (Intermat).

 

Um dos pontos polêmicos da pauta é a solicitação de que o governo recuse participar de “projetos que envolvam Organizações Não Governamentais diretamente ligadas a ações que limitem direitos dos cidadãos mato-grossenses”, o que na prática é apenas para projetos que falem sobre meio ambiente e produção, como o Manifesto do Cerrado e a Moratória da Soja, que são citadas no documento.

 

Segundo o movimento, um estudo realizado com um produtor, “chegou à conclusão de que a tributação reduz quase 34% da rentabilidade do produtor de soja e milho, sendo esse impacto integralmente absorvido pela cultura da soja já que o milho amarga um prejuízo de R$ 319,15 por hectare (Imea – maio/19)”.

 

O movimento ainda afirma que “pode parecer conveniente ao cidadão quando o Governo afirma que vai sobretaxar um setor para resolver problemas sociais crônicos”, mas que essa análise é “uma resposta superficial para um problema complexo” e que “os desafios enfrentados pela saúde pública no Estado em nada tem haver com a falta de recursos”.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

GD

GD

Enquete

Sobre a possível liberação de recursos das contas do Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS)

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 22/07/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,85 0,00%

Algodão R$ 93,59 -0,51%

Boi a Vista R$ 129,80 0,00%

Soja Disponível R$ 60,20 -0,82%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.