Cuiabá, Terça-feira 16/10/2018

Política de MT - A | + A

29.09.2017 | 19h21

Câmeras flagraram 'fuga' de Fabris de pijama - Veja vídeo

Facebook Print google plus

As câmeras de segurança do prédio onde o deputado afastado Gilmar Fabris (PSD) reside flagraram o momento em que ele deixa seu apartamento, cerca de 20 minutos antes da Policia Federal chegar para o cumprimento da Operação Malebolge, 12ª fase da Operação Ararath. Veja o vídeo abaixo.

Nas imagens do dia 14 deste mês, divulgadas pelo HiperNotícias, Fabris aparece dentro do elevador de seu edifício no bairro Santa Rosa, de pijama, chinelos e com o cabelo despenteado, junto da esposa, Anglisey Battini Volcov. Eles seguem para a garagem do prédio e entram em uma caminhonete Range Rover para deixar o local.

Reprodução

Câmeras flagraram 'fuga' de Fabris de pijama

Ele sai de casa por volta das 5h36 com uma pasta preta nas mãos, onde possivelmente levava documentos e dinheiro de interesse das investigações. Já às 5h53, aparecem policiais federais para cumprirem o mandado de busca e apreensão na operação deflagrada com base na delação do ex-governador Silval Barbosa (PMDB).

Leia mais - PF cumpre mandados na Assembleia e na casa do prefeito Emanuel Pinheiro - veja vídeos

Na ocasião da operação, a Polícia Federal chegou a procurar o deputado pelas ruas de Cuiabá, porém não o encontrou. Por este motivo, no dia seguinte, Fabris foi acusado pelo então procurador-geral da República, Rodrigo Janot, de obstrução da Justiça ao deixar seu apartamento às pressas - e foi preso pela PF.

Leia também - Ministro diz que Gilmar Fabris fugiu da PF usando pijama

Leia mais - Gilmar Fabris deixa sede da PF e vai direto para cadeia

A defesa de Fabris, por sua vez, negou que ele tenha fugido. Afirmou que ele não trajava pijamas e estava de chinelo em decorrência de um edema em seus pés. Apontaram ainda que a intenção era de ir até a casa do secretário municipal de Várzea Grande, Jayme Campos (DEM), porém, como não conseguiram, ele foi até lanchonete Bolo de Arroz, almoçou no restaurante Seu Polino e teve um "dia normal".

Além disso, afirmou que a pasta do deputado é “inseparável”, uma vez que ali ele carrega alguns pertences de uso ordinário, como telefone celular, papel, canetas, bem como seus remédios de uso controlados.

Apesar disso, o Ministro do Supremo Tribunal Federal (STF), Luiz Fux, negou o pedido de revogação da prisão do deputado e ele segue preso Centro de Custódia. Os deputados da Assembleia Legislativa de Mato Grosso (ALMT) chegaram a cogitar o pedido de a transferência do deputado a pedido de familiares dele, no entanto, desistiram da ideia.

Leia mais - Assembleia Legislativa desiste de transferir Gilmar Fabris

Veja o momento em que Fabris deixa seu apartamento:

 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Na França, quem assoviar para mulher na rua pode ser multado

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 16/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,20 0,21%

Algodão R$ 118,95 -0,22%

Boi a Vista R$ 132,00 -2,76%

Soja Disponível R$ 75,20 -0,27%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.