Publicidade

Cuiabá, Segunda-feira 19/08/2019

Política de MT - A | + A

Após corte de luz 17.07.2019 | 18h34

Deputado encaminha ofício ao MEC para auditoria na UFMT

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa

anaflavia@gazetadigital.com.br

Assessoria

Assessoria

Deputado federal por Mato Grosso José Medeiros (Pode) encaminhou um ofício nesta quarta-feira (17) ao ministro da Educação, Abraham Weintraub, para que seja realizada uma auditoria na Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT). O motivo seria os cortes de luz nos cinco campus da universidade em todo o estado.

 

Leia também - Militar diz que desvios de verbas no Gaeco comprou até cão

 

"Tais informações indicam que a gestão da atual reitora apresenta problemas, pois não se pode admitir que uma universidade fique sem luz por culpa da reitoria. Por esta razão, mostra-se necessária a realização de um auditoria da UFMT", diz trecho do documento.

 

O motivo apresentado pelo deputado é de que o Ministério da Educação (MEC) liberou o montante de R$ 4,5 milhões para a universidade na última sexta-feira (12), dos quais R$ 1,8 milhão deveria ser destinado para a conta de energia. 

 

Conforme afirmou a reitora Myrian Serra, contudo, o dinheiro foi destinado à UFMT, contudo, não houve sua liberação efetiva. Segundo explicou a reitora, o dinheiro caiu em conta apenas na tarde desta terça-feira (16), após o anúncio do corte de energia. 

 

"Na sexta-feira, dia 12 de julho, o governo Federal via MEC descentralizou para a UFMT R$ 4,5 milhões. Esse recurso chegou até a universidade na forma de limite de empenho. Em um linguajar mais doméstico, um limite de empenho significa passar um cheque, não é ainda o dinheiro no banco pra pagar. Então o governo passou o dinheiro sem a possibilidade de utilização", explicou.

 

Corte de luz atingiu os cinco campus da universidade nesta terça-feira (16). Atividades foram afetadas até que a reitoria negociasse a dívida com a concessionária de energia. 

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Irzair Ciro Corrêa - 18/07/2019

Depois chamam o Carluxo 00 não sei quanto de pitbull. Merdeiros e Miliciano, digo Feliciano são bem mais ção de guarda. Na falta de projeto para melhorar persegue-se a "esquerda". Vai rachar uma lenha.

1 comentários

1 de 1

Enquete

Já começaram as discussões para as eleições municipais de 2020. Você pretende acompanhar?

Parcial

Edição digital

Segunda-feira, 19/08/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,15 0,28%

Algodão R$ 91,52 0,21%

Boi a Vista R$ 136,67 0,00%

Soja Disponível R$ 75,50 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.