Publicidade

Cuiabá, Domingo 21/07/2019

Política de MT - A | + A

após conceder ao Judiciário 20.03.2019 | 12h06

Deputado judicializa sessão para garantir RGA ao Executivo

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

O deputado estadual Elizeu Nascimento (DC) afirmou em plenário nesta quarta-feira (20) que vai judicializar a sessão de janeiro que aprovou pacote encaminhado pelo Governador Mauro Mendes (DEM). Entre as medidas votadas na ocasião, estava a Revisão Geral Anual (RGA) do Executivo.    

 

Leia também - Justiça bloqueia contas, mas mantém Romoaldo na AL

 

A manifestação de Elizeu surge um dia após a Casa de Leis aprovar reajuste do Poder Judiciário. Segundo o parlamentar, servidores do Executivo cobram igualdade.   

 

“Entrarei na data de hoje judicializando aquela sessão que aconteceu de forma antecipada nessa Casa, no mês de janeiro, com o parlamento que aqui estava. Quantas vezes chegamos a solicitar naquela ocasião que deixasse a RGA para ser discutido em outro momento? Assim como foi apresentado do Judiciário. Mas o governo do Estado fez questão de colocar goela abaixo do servidor público do Executivo a votação de um projeto que mexe com a vida dos trabalhadores”.   

 

Aprovada em janeiro, a nova legislação criou critérios para a concessão da revisão geral anual da remuneração e subsídio ao servidor público, que fica condicionada à existência de capacidade financeira do Estado para que os compromissos possam ser honrados.

 

A sessão de janeiro é considerada polémica por ser votada ainda com participação de deputados da legislatura passada. Além da RGA, fizeram parte do pacote intitulado Pacto por Mato Grosso questões como a Reforma Administrativa e o novo Fundo Estadual de Transporte e Habitação (Fethab).  

 

Segundo Elizeu Nascimento, a concessão da RGA ao Judiciário fere a isonomia entre os Poderes.   

 

RGA do Judiciário   

 

Os deputados estaduais aprovaram em sessão vespertina nesta terça-feira (19), por unanimidade, em primeira votação, a concessão da Revisão Anual Geral (RGA) para os servidores do Poder Judiciário de Mato Grosso. Conforme o Projeto de Lei 212/2019, o aumento salarial será de 3,43%, com pagamento retroativo desde janeiro. O projeto ainda passará por segunda votação.   

 

Em justificativa, a Coordenadoria de Planejamento do Tribunal de Justiça informa que existe disponibilidade orçamentária e financeira para a aplicação do reajuste de 3,43%.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Douglas Augusto - 23/03/2019

A luta não acabou, pra cima Deputado e que Deus lhe abençoe nas batalhas!

Macho - 20/03/2019

Parabéns deputado é isso ai pra cima sempre olhando pelo povo vc com certeza me representa

José Braga - 20/03/2019

O Estado não está passando por dificuldades financeiras, porque que há disponibilidade orçamentária, está corretissimo o nobre deputado,fere sim a isonomia entre os poderes e é muito injusto a AL aprovar do Judiciário e do Executivo não.

3 comentários

1 de 1

GD

GD

Enquete

Sobre a entrada no Brasil de companhias aéreas internacionais você acha que:

Parcial

Edição digital

Domingo, 21/07/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,45 4,07%

Algodão R$ 90,86 -0,26%

Boi a Vista R$ 137,00 -0,29%

Soja Disponível R$ 70,00 0,57%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.