Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 23/08/2019

Política de MT - A | + A

Reduzir gastos em 5% 09.08.2019 | 10h10

Emanuel Pinheiro manda reforma administrativa até terça para Câmara de Vereadores

Facebook Print google plus
Vitória Lopes e Ana Flávia Corrêa

redacao@gazetadigital.com.br

Marcus Vaillant

Marcus Vaillant

A reforma administrativa está próxima de acontecer, assegura o prefeito Emanuel Pinheiro (MDB). O gestor disse que até terça-feira (13), o projeto deverá ser encaminhado para a Câmara dos Vereadores.

 

Até então, o prefeito estava mantendo suspense quanto às medidas adotadas na proposta, mas agora garante que poderá ter extinção, criação e até mesmo fusão. Entretanto, ele não revelou quais serão as pastas modificadas.

 

Leia também - Emanuel planeja reforma para cortar gastos e extinguir pastas

 

Questionado sobre a Secretaria dos 300 anos, que tinha data prevista para acabar, o político analisa que a pasta pode ter outras funções. “Estou avaliando, porque ela já cumpriu a primeira etapa da missão dela, que era até o aniversário de Cuiabá. E agora estamos estudando umas novas alternativas para ela, que vislumbra preparar a cidade pelos próximos 30 anos”.

 

A ideia principal da reforma, de acordo com o prefeito, é reduzir os custos. “O mais importante é que independente disso, vai ser com o mesmo custeio da máquina e até um pouco menor. Eu mandei estudar uma diminuição do custeio em 5% mesmo que se crie ou se faça uma fusão de secretária. Então a ideia é promover mais com menos”.

 

Com 18 meses para o fim do mandato, o emedebista alega estar preocupado em dar uma sequência na máquina pública e fortalecer as finanças, para honrar seus compromissos com a população. Antes de entregar a proposta para a câmara, o político irá se reunir com a equipe econômica.

 

“Uma coisa que não abro mão é do equilíbrio e ajuste fiscal. Então eu devo encaminhar entre segunda e terça-feira da semana que vem. Ainda teremos uma reunião no sábado com o secretariado, na segunda-feira com a equipe econômica e aí já mando o projeto de reforma para a Câmara”, garante.

 

Cuiabá conta com 21 secretarias e alguns secretários têm cargos cumulativos, como Luiz Possas de Carvalho, que é procurador do Município e responsável pela Saúde. A pasta foi alvo da Operação Sangria e teve o então gestor, Huark Corrêa, preso acusado de fraude em licitações de desvio de recursos.

 

“Ele (Possas) é uma pessoa de minha confiança, uma pessoa séria e ele acumulou o cargo de secretário de Saúde por 6 meses, esse era o prazo máximo. E isso venceu, mas agora quero acabar com interinidade logo. Acho que vou anunciar tudo junto com a reforma administrativa. Estou avaliando, posso confirmá-lo na Saúde ou na Procuradoria”, disse.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

MARCO - 09/08/2019

E Lei Orgânica da Educação, quando sera votada?

1 comentários

1 de 1

Enquete

Qual seria o maior avanço da ciência?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 23/08/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,85 0,27%

Algodão R$ 92,61 -0,41%

Boi a Vista R$ 130,00 -0,76%

Soja Disponível R$ 67,70 -0,73%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.