Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 21/08/2019

Política de MT - A | + A

apostam interrogatório 16.07.2019 | 20h30

Ex-governador e primo negam autoria de grampos ilegais

Facebook Print google plus
Jessica Bachega e Pablo Rodrigo

redacao@gazetadigital.com.br

André Romeu

André Romeu

O ex-governador Pedro Taques (PSDB) refirma que já pediu para ser ouvido no Ministério Público e na polícia sobre as interceptações telefônicas clandetinas ocorridas durante a sua gestão, caso conhecido como "Grampolândia Pantaneira". 

 

Taques nega ter autorizado as escutas ilegais. Ele explicou que a delação premiada é instrumento importante para combater crimes, porém o que é falado pelo delator, precisa ser provado.

 

Leia também - Pedro Taques mandou grampear vice-governador, diz coronel Lesco

 

"Notadamente em se tratando de delações cruzadas, onde, acusados na mesma ação, acusam um terceiro, sem qualquer prova", diz.  Pedro Taques reforça que confia na verdade e na Justiça. "Já pedi pra ser ouvido no Ministério Público e na polícia; ninguém está acima da lei. Quando tomei conhecimento dos fatos investigados, pedi providência, imediatamente", reitera o ex-governador.

 

O advogado Paulo Taques, ex-secretário-chefe da Casa Civil, afirmou que desde o primeiro interrogatório até este terceiro só trazem versões. "Nenhuma prova. Há mais de dois anos espero para ser ouvido. Tomara que isso ocorra logo, para que eu possa desmentir ponto por ponto do que foi dito contra mim. Isso se não pedirem o quarto interrogatório", ironizou o advogado.

 

Este é o terceiro reinterrogatório dos acusados, coronéis da Polícia Militar, Zaqueu Barbosa, e Evandro Lesco. Os dois reafirmaram o conhecimento do ex-governador sobre as escutas ilegais. 

 

Primo do ex-governador, Paulo Taques era o homem de confiança do então gestor até que as denúncias vieram à tona. 

 

 

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Depois da Alemanha, a Noruega suspendeu repasses para a conservação da floresta Amazônica

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 21/08/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,10 9,33%

Algodão R$ 94,30 -0,50%

Boi a Vista R$ 131,00 0,00%

Soja Disponível R$ 65,10 -1,21%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.