Cuiabá, Quarta-feira 19/09/2018

Política de MT - A | + A

09.07.2018 | 11h25

Fábio Garcia nega cobrança do MDB para indicar vice em troca de aliança

Facebook Print google plus

O presidente estadual do DEM, deputado federal Fábio Garcia, negou que o cacique do MDB, o também deputado federal Carlos Bezerra, tenha colocado a indicação do candidato a vice de Mauro Mendes na chapa para o governo do Estado como exigência para a formação de uma aliança entre as legendas em 2018.

“Não conversamos sobre isso, não teve essa exigência, como não houve essa exigência a gente nem precisa falar sobre isso”, disse nesta segunda-feira (9), durante evento da Associação dos Criadores de Mato Grosso (Acrimat), em Cuiabá.

Gazeta Digital

Bezerra e Garcia se reuniram no final de semana

No final de semana, conforme já adiantado pelo Gazeta Digital, os dois políticos se encontraram a pedido do DEM, que visa aumentar seu arco de aliança com o partido que tem o segundo maior tempo de televisão na campanha eleitoral, tempo que Mendes precisará para conseguir se sobrepor ao governador Pedro Taques (PSDB), que tem o poder sobre a máquina pública e tentará a reeleição.

Leia também - DEM se reúne com MDB em busca de apoio à candidatura de Mauro Mendes

Porém, conforme Garcia, ainda não houve definição sobre coligação. “Foi uma conversa ainda muito preliminar. Houve sim essa reunião, só acrescentando o que a gente pensa pro Estado de Mato Grosso pro MDB. Não teve nenhuma definição, então a gente vai continuar dialogando com todos aqueles que acreditam que a gente pode oferecer uma boa alternativa pra Mato Grosso”, afirmou.

Até o momento, é forte a ligação do MDB com o pré-candidato ao governo e senador Wellington Fagundes (PR), com quem as conversas sobre indicação para a vice-governadoria na chapa já estão mais adiantadas, conforme já revelou o deputado federal Valtenir Pereira ao Gazeta Digital, apontando até mesmo o nome do ex-prefeito de Sinop, Juarez Costa para a vaga.

Por outro lado, Fábio Garcia ainda lembra que na chapa está aberta uma vaga para o Senado, já que o ex-senador e ex-governador Jayme Campos (DEM) já está com o nome confirmado como pré-candidato. “Tem três vagas e só tem duas vagas na coligação pra Senado. Pode até ter candidatura avulsa, mas não é o que a gente pensa. É com diálogo que a gente vai construir uma solução pra essa questão”, defende. 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Que proposta voltada às mulheres deveria ser contemplada pelos candidatos?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 19/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 22.250 -0.450

Algodão R$ 121.480 0.520

Boi a Vista R$ 131.000 0.000

Soja Disponível R$ 72.000 -1.370

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.