Cuiabá, Quarta-feira 20/02/2019

Política de MT - A | + A

mês de janeiro 11.02.2019 | 09h41

Governo deposita até R$ 5,2 mil nas contas dos servidores

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

O governo do Estado deposita nesta segunda-feira (11) até R$ 5,2 mil nas contas dos servidores, como pagamento total ou parcial dos salários, relativos ao mês de janeiro. Devido às dificuldades de caixa, a medida será adotada também para o pagamento dos proventos de aposentados e pensionistas.   

 

Leia também - Reforma tributária vai fatiada para a Assembleia Legislativa

 

"Estamos trabalhando muito fortemente para cumprir o calendário anunciado em todo início de mês e também para restabelecer o calendário de pagamento dos salários  para o dia 10 e depois, com as medidas de reequilíbrio já surtindo efeitos, para dentro do mês trabalhado", afirma o secretário de Fazenda, Rogério Gallo.   

 

Com esse procedimento, 69 % dos servidores ativos e 75% dos aposentados e pensionistas receberão seus salários e proventos  integralmente. A soma total dos depósitos chega a R$ 345 milhões.    

 

Os servidores ativos, aposentados e pensionistas que recebem acima de R$ 5 mil, vão receber em mais duas parcelas. Na próxima quinta-feira, dia 14, serão pagos mais R$ 2 mil a todos , num total de R$ 56.283 milhões.    

 

Segundo a secretária adjunta do Tesouro Estadual, Luciana Rosa, os valores foram alterados em razão  da tarifa bancária de R$ 1,81, que é paga ao banco em cada pagamento enviado.   

 

Tome-se como exemplo um servidor que ganha R$ 5.001,00: se fosse paga, nesta 1ª parcela, o valor de R$ 5.000,00, para todos os servidores, este servidor receberia R$ 5.000,00 e na próxima parcela, apenas R$ 1,00. Contudo, a tarifa bancária corresponde a R$ 1,81, independente do valor enviado. Conseqüentemente, haveria um desembolso a mais de R$ 1,81 para o Tesouro por causa deste pagamento.  

 

"Foi feita uma análise e  constatou-se  que existem centenas de servidores que se encontram em situação parecida ao exemplo mencionado. Diante desse fato, baseando-se na disponibilidade de caixa existente, optou-se pelo valor de R$ 5.200,00 para a 1ª parcela e mais R$ 2.000,00, na 2ª parcela, com intuito de diminuir o impacto decorrente da referida cobrança de tarifa bancária", explica Luciana Rosa.  

 

A  última parcela será quitada no dia 25 e servirá para pagar o restante dos valores aos servidores que recebem acima de R$ 7 mil,  liquidando toda a folha de janeiro de 2019.   

 

No dia 28, será paga a segunda das 4 parcelas do 13º salário remanescentes de 2018, para quem nasceu nos meses de novembro, dezembro e os servidores comissionados não efetivos.  

Voltar Imprimir

Comentários

Servidor - 11/02/2019

Há expressões agressivas, ofensas e/ou denúncias sem provas. Queira, por gentileza, refazer o seu comentário

1 comentários

1 de 1

Chico Ferreira

Chico Ferreira

GD

GD

Enquete

Abriria mão de direitos como 13º e FGTS por uma remuneração maior?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 20/02/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,50 0,82%

Algodão R$ 90,85 -0,44%

Boi a Vista R$ 129,50 0,00%

Soja Disponível R$ 60,40 -0,98%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.