Cuiabá, Quarta-feira 19/09/2018

Política de MT - A | + A

12.02.2018 | 15h15

Mauro Mendes diz que decidirá até maio se será candidato ao governo

Facebook Print google plus

O ex-prefeito de Cuiabá Mauro Mendes (PSB) disse que vai decidir até maio se será candidato ou não nas eleições deste ano. Durante entrevista concedida à Rádio Vila Real, ele foi questionado ao vivo por vários ouvintes sobre sua posição política.

“Eu vou tomar essa decisão, não vou deixar pra última hora, lá pra junho, julho, não. Mas agora em abril, maio com certeza eu vou dizer sim, e é muito difícil dizer sim. Ou vou dizer não, e é muito difícil dizer não. Eu sei dessa responsabilidade que eu tenho”, disse fazendo suspense sobre a candidatura.

João Vieira

Ex-prefeito Mauro Mendes

De saída do Partido Socialista Brasileiro (PSB) desde que a presidência da legenda foi tomada pelo deputado federal Valtenir Pereira, Mauro Mendes afirma que até o mês que vem tomará a decisão sobre o partido que fará parte daqui em diante. “Certamente vou fazer essa decisão de filiação no máximo até o mês de março, dentro do prazo regulamentar pra ter a possibilidade de ser candidato nas eleições de 2018”, explicou.

Conforme já divulgado pelo Gazeta Digital, até o momento, a preferência do ex-prefeito é pelo Democratas (DEM).

Leia também - Mauro Mendes lamenta, mas diz que não tinha obrigação de ser candidato novamente

Conforme Mendes, após estar filiado, ele passará a uma segunda fase antes de decidir se será candidato, que será dialogar com lideranças políticas e com sua família. “Feito essa filiação, o próximo passo é conversar um pouco mais, dialogar dentro do partido, dialogar com pessoas representativas da sociedade, da comunidade nos bairros, nas lideranças de vários segmentos e setores pra ver se eu vou ter condições e fazer um diálogo até dentro da minha família, com minha esposa, com meus filhos, que são muito importantes!”, afirmou.

Somente depois de estar filiado, sondado o mercado eleitoral e ouvido a família é que Mendes estará pronto para então escolher a qual cargo poderá disputar a campanha, segundo ele. “Tomada a decisão de ser candidato, aí eu faço a outra análise, que é a última: a qual cargo. Nós temos 5 cargos disponíveis pra serem disputados”.

Mendes destacou ainda sua vocação para ser executivo, o que aponta uma tendência maior para ser o oponente do governador Pedro Taques (PSDB). “A vida inteira, eu sempre fui executivo, construí uma carreira profissional, eu sempre trabalhei em instituições. Desde que eu cheguei em Cuiabá, em 1981, no ano seguinte eu já fazia política”, lembrou, destacando sua militância no movimento estudantil da Universidade Federal de Mato Grosso (UFMT) e até mesmo funções de síndico que sempre exerceu, antes de se tornar prefeito.

Por outro lado, o empresário afirma que não tem interesse de ser “político profissional”, mas apenas de deixar sua contribuição para a sociedade. “Eu não vou ser político profissional, de carreira, não. Daqueles que ficam 5, 10 mandatos aí não. Eu vou dar uma contribuição! Já dei como prefeito, se eu tiver condições de dar novamente essa contribuição à sociedade, eu me apresento, falo o que penso, falo o que gostaria de fazer”, asseverou. A entrevista foi concedida na semana passada.

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Você sabe o que é o voto útil?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 19/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 26.000 -1.140

Algodão R$ 100.580 -0.270

Boi a Vista R$ 126.750 0.130

Soja Disponível R$ 71.000 -1.250

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.