Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 19/06/2019

Política de MT - A | + A

como era antes de Taques 13.11.2018 | 08h41

Mendes anuncia reajuste da carga horária de servidores para 8h

Facebook Print google plus

João Vieira

João Vieira

A carga de trabalho dos servidores públicos do Estado de Mato Grosso voltará a ser de 8 horas diárias a partir de 2019. A mudança foi anunciada pelo governador eleito, Mauro Mendes (DEM).  

 

Leia também - Saúde alerta sobre risco de epidemia de febre amarela

 

A atual carga de 6 horas diárias passou a vigorar em setembro de 2016, sob a justificativa de trazer economia nas despesas do Estado, a exemplo dos custos com energia elétrica.   

 

No entanto, levantamentos feitos por Mauro e sua equipe de transmissão mostraram que a carga menor não trouxe economia significativa aos cofres públicos.  

 

Para o governador eleito, a reedição da carga de oito horas trará maior produtividade e eficiência nos serviços prestados pelo Estado ao cidadão, inclusive no que tange ao aumento da arrecadação.  

 

"Nesse momento de crise, precisamos mover esforços conjuntos para que os cortes que iremos promover em secretarias e cargos não comprometam a qualidade dos nossos serviços. Teremos que otimizar e a carga horária de oito horas é imprescindível para que isso aconteça", relatou.  

 

Mauro adiantou que ainda não há uma definição sobre o horário exato da nova carga.

 

(Com informações da assessoria de imprensa)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Paulo - 14/11/2018

Sou Servidor Público e concordo plenamente com a carga horária de oito horas diárias. O interior tinha problemas pra resolver algumas demandas que dependiam de Cuiabá. E nosso concurso é pra oito horas. Portanto devemos trabalhar oito horas.

Ani - 14/11/2018

Concordo com a carga horária de 8 horas, povo preguiçoso atende com uma má vontade, acaba de chegar ja quer sair lanchar e i contribuinte que se dane, o Brasil está mudando graças a Deus!

edgard - 13/11/2018

A carga horária não está sendo aumentada. Ela já existe e o que ocorre, é o retorno à normalidade. Isto posto, segue o enterro.

Patrícia - 13/11/2018

Cliquei na matéria só pra ver essa maravilha de assessor no fundo da imagem. Me julguem, tô nem aí! haha

elipe - 13/11/2018

Nosso futuro governador está iludido sobre a carga horária dos servidores. Não adianta retornar para 40 horas semanais. Com o tempo, o senhor verá que só aumentarão os custos (luz, água, manutenção de limpeza, etc.) O servidor público competente trabalha em qualquer circunstância e tem seu rendimento ótimo, enquanto que os que não gostam de trabalhar e de fato, não trabalham, podem ter carga horária de 01 hora/dia que continuarão assim, improdutivos e, na maioria das vezes, ganhando mais que a maioria.

TEDA - 13/11/2018

PARABENS GOVERNADOR FUNCIONARIO PUBLICO TEM QUE TRABALHAR COMO A INICIATIVA PRIVADA MESMO

6 comentários

1 de 1

Publicidade

Enquete

O que você pensa sobre as mudanças de Bolsonaro para o trânsito?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 19/06/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,35 0,47%

Algodão R$ 91,59 -0,51%

Boi a Vista R$ 134,67 0,00%

Soja Disponível R$ 66,50 -0,15%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.