Cuiabá, Quarta-feira 20/03/2019

Política de MT - A | + A

enxugamento da máquina 15.01.2019 | 08h50

Mendes deve aprofundar ainda mais reforma, avalia Wilson

Facebook Print google plus

Chico Ferreira

Chico Ferreira

Apoiador da proposta de enxugamento da máquina pública por meio de reforma administrativa feita pelo governador Mauro Mendes (DEM), mesmo estando na oposição, o deputado estadual Wilson Santos (PSDB) avalia que é preciso radicalizar ainda mais nas medidas de contenção de despesas do Estado, principalmente com a folha salarial, que atualmente é o principal compromisso do governo.

 

Leia também - Favero mantém seu nome em disputa da Mesa Diretora

 

“Essa folha tem que ser nominada, essa folha tem que ser enxugada. Não dá pra ter um Estado em que se gasta 99% pra dentro do Estado e sobre 1% pra investimento”, disse em entrevista ao Jornal do Meio Dia, nesta segunda-feira (14), ao defender que o governo promova mais demissões.

Conforme Wilson, a atual situação fiscal do Estado é decorrente de um conjunto de erros, no qual o mais grave ocorreu na gestão do ex-governador Silval Barbosa, ao criar uma série de leis salariais “impagáveis”. “Tem servidor no Estado que, se ele vier pro mercado, não consegue 1/3 desse valor como salário. Seria R$ 18 mil no Estado. Se conseguir R$ 6 mil no mercado é um milagre, não consegue. Então, são salários irreais. Não vou dizer todos, mas um parte expressiva é irreal. Isso começou lá atrás, com o governo Blairo e se consolidou com o governo Silval”, criticou.

 

Diante desse problema, o parlamentar aprova a sugestão do governador Mauro Mendes de proibir que o gestor crie gastos que serão arcados pelo seu sucessor, ponderando que é preciso conferir a constitucionalidade da matéria. Para Wilson, tal medida serviria como um “freio de arrumação”.

Wilson afirma ainda que Mauro Mendes precisa aproveitar o começo da gestão para realizar as mudanças mais drásticas. “Ele está correto em fazer as reformas, mas tinha que ser mais profunda [...] Eu não sei se ele terá uma segunda chance de aprofundar e radicalizar mais a reforma. O momento de fazer as grandes mudanças é o início da gestão”, avalia o deputado.

Voltar Imprimir

Comentários

Chico Ferreira

Chico Ferreira

GD

GD

Enquete

Brasil deveria interferir na situação na Venezuela?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 20/03/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 20,25 0,50%

Algodão R$ 93,35 -1,00%

Boi a Vista R$ 135,67 0,00%

Soja Disponível R$ 67,70 -0,73%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.