Cuiabá, Quarta-feira 24/04/2019

Política de MT - A | + A

nome de confiança 21.01.2019 | 11h25

Mendes nomeia engenheiro civil como presidente do Detran

Facebook Print google plus
Ana Flávia Corrêa

anaflavia@gazetadigital.com.br

Mayke Toscano

Mayke Toscano

Engenheiro civil Gustavo Reis Lobo de Vasconcellos foi definido pelo governador Mauro Mendes (DEM) como novo presidente do Departamento Estadual de Trânsito de Mato Grosso (Detran-MT).

 

Leia também - 15 concursos abertos em Mato Grosso oferecem salários de até R$ 13, 4 mil

 

A autarquia é alvo de investigação da Operação Bereré, que apura a suspeita de fraudes e desvio de verba ente os anos de 2010 a 2015. No dia 3 de abril de 2018, o ex-governador Pedro Taques (PSDB), inclusive, determinou a intervenção do Estado no contrato firmado entre o Detran e a empresa EIG Mercados, suspeita de ser pivô do esquema. 

 

Gustavo ficará no lugar de José Eudes Malhado. Formado em engenharia Civil pela Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o novo presidente reside em Mato Grosso desde 1986. Ele esteve a frente do Programa Luz Para Todos no estado.

 

De acordo com ele, nos próximos dias, deve definir o planejamento estratégico do Detran depois de uma análise da situação administrativa e financeira. 

 

De antemão, Gustavo Vasconcellos adianta que pretende priorizar o combate à inadimplência, a redução do tempo de espera para a resolução de processos e a implantação de recursos que facilitem o acesso do cidadão aos serviços oferecidos pelo Detran. 

 

"Hoje existe uma grande dificuldade do usuário em conseguir resolver suas pendências no Detran. Temos que informatizar ao máximo e arrecadar mais, mas não cobrando mais caro, e sim cobrando de forma eficaz. Muitos desistem de procurar os serviços pela burocracia existente. Temos que dar agilidade ao usuário", afirmou.   

 

Operação  Bereré

 

A operação é decorrente da delação premiada do ex-presidente do Detran, Teodoro Moreira Lopes. As empresas EIG Mercados e Santos Treinamento Ltda teriam sido usadas para lavar dinheiro no esquema.

 

A EIG venceu uma licitação em 2009 e deveria prestar serviços de financiamento de contratos de veículos por 20 anos. De acordo com as investigações, parte dos valores pagos à empresa eram repassados à Santos Treinamento, que era o intermédio entre os políticos envolvidos.    

Voltar Imprimir

Comentários

Chico Ferreira

Chico Ferreira

GD

GD

Enquete

Qual deveria ser a punição para torcedores que brigam durante e após os jogos?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 24/04/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,70 0,51%

Algodão R$ 92,91 0,46%

Boi a Vista R$ 134,33 0,49%

Soja Disponível R$ 65,00 -0,46%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.