Publicidade

Cuiabá, Sexta-feira 24/05/2019

Política de MT - A | + A

Crise capital 22.02.2019 | 07h38

Secretário de Saúde de Cuiabá vai processar vereador Abílio

Facebook Print google plus
Lázaro Thor Borges

lazaro@gazetadigital.com.br

Reprodução

Reprodução

O secretário de Saúde de Cuiabá, Luiz Antônio Pôssas de Carvalho, denunciou o vereador Abílio Júnior por calúnia e difamação nesta última quinta-feira (21). Pôssas pede também uma indenização ao vereador, que o teria acusado de tráfico de influência por agir em favor de uma empresa que presta serviços farmacêuticos a Prefeitura de Cuiabá.  

 

Leia também - Cuiabá tem prazo de 90 dias para licitar transporte coletivo

 

Abílio disse que Pôssas age para beneficiar o laboratório Afip. A empresa de assessoria jurídica de Pôssas, o escritório Civitas, tem contrato com a Afip, que presta serviços para um laboratório do município de Cuiabá, o Lacec. Em visita ao recém construído Hospital Municipal de Cuiabá na última terça-feira (19), o secretário já manifestava o desejo de processar o vereador. Irritado, ele chamou Abílio de canalha e informou que se licenciou do escritório antes de entrar para o plantel político de Emanuel Pinheiro (MDB). Agora, segundo o secretário, quem administra a empresa é sua filha.   

 

“Essa empresa contratou meu escritório 15 anos atrás, nem existia a gestão Emanuel Pinheiro na época. Segundo: é uma empresa que tem cláusulas uniformes com a prefeitura e nunca foi favorecida, nunca assinei uma ordenação de despesa e não vou assinar porque eu sou ético, além de correto, eu sou ético”, defendeu-se o secretário.    

 

João Vieira

Abilio Junior

Abílio Júnior 

O vereador do PSC disse que não notificado do processo aberto contra ele e que só recebeu uma espécie de "cópia" do pedido inicial, que contém uma série de documentos sobre as empresas citadas na denúncia feita por Abílio, considerada "difamatória" pelo secretário. No pedido, foi anexado uma cópia do contrato entre a Afip e a Civitas.   

 

Abílio argumentou que não poderia ser processado por ter "imunidade parlamentar", uma vez que a acusação teria sido feita na tribuna da Câmara Municipal. Ainda de acordo com o vereador, o caso é um sinal de que Pôssas tenta "desviar o foco" sobre a questão da Saúde em Cuiabá.   

 

"Como que ele quer me processar por uma coisa se eu falei no plenário, se eu sou vereador de Cuiabá?", questionou. "Eu fiz uma denúncia do secretário e não da pessoa dele, eu estava no exercício da minha função, tenho poder outorgado para isso e denunciei com provas, com todos os documentos", criticou Abílio.  

 

A reportagem do jornal A Gazeta entrou em contato com o secretário para saber mais detalhes sobre a ação. Por telefone, Pôssas explicou que não tem interesse em comentar sobre o assunto e que o assunto deve ser tratado pela Secretaria Municipal de Inovação e Comunicação (Sicom). A assessoria informou, contudo, que só poderia oferecer mais informações sobre o processo na tarde desta sexta-feira (22), após o fechamento desta edição.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

GD

GD

Publicidade

Enquete

O que você pensa sobre a militarização das escolas públicas?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 24/05/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 19,80 2,06%

Algodão R$ 90,02 0,51%

Boi a Vista R$ 137,50 -0,36%

Soja Disponível R$ 69,30 -0,29%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.