Publicidade

Cuiabá, Domingo 19/05/2019

Política de MT - A | + A

Câmara Municipal 14.03.2019 | 10h04

Secretário será ouvido novamente na CPI dos filantrópicos

Facebook Print google plus

Reprodução

Reprodução

A Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI), criada na Câmara Municipal de Cuiabá para investigar os contratos realizados pela Secretaria Municipal de Saúde com as unidades filantrópicas hospitalares, ouviu em fase de oitiva, nesta quarta-feira (13), o ex-presidente da Santa Casa de Misericórdia, Antônio Prezza. O relator da Comissão, o vereador Chico 2000, informou durante a oitiva que o relatório da CPI não será mais entregue na próxima semana, visto que ainda serão necessárias outras oitivas.    

 

Leia também - Em depoimento, médico afirma que Santa Casa tem repasses atrasados para receber

 

“Não vamos terminar aqui, precisaremos realizar outras oitivas, a partir desse depoimento, deveremos convocar novamente o secretário de Saúde de Cuiabá, Luiz Antônio Possas de Carvalho. Vamos também solicitar a intervenção na Santa Casa de Cuiabá”, explicou.     

 

O vereador Toninho de Souza, membro da Comissão, falou sobre o pedido de intervenção assinado por 21 vereadores. “Chegamos à conclusão que esse caos financeiro na Santa Casa é em relação à falta de gestão. Por isso, ao final do depoimento, tomamos uma decisão de encaminhar ao Prefeito Emanuel Pinheiro, o documento pedindo a intervenção da Instituição. Agora essa decisão cabe especificamente ao Prefeito, é a única solução que entendemos para resolver a situação da Santa Casa. Se ele tomar essa decisão, o mais rápido possível será encontrado um gestor e assim buscar os meios financeiros para pagar em dia o salário dos funcionários e reabrir as portas da Santa Casa”, disse.     

 

O presidente da Câmara de Cuiabá, Misael Galvão, disse estar tranqüilo em fazer a indicação ao executivo para que ocorra a Intervenção. “Após esse depoimento eu fiquei respaldado do pensamento em fazer a indicação para essa intervenção, tivemos o exemplo da Santa Casa de Campo Grande, onde ocorreu uma Intervenção pelo executivo e está em funcionamento. Hoje ainda nós vamos protocolar para o Executivo para que todas as medidas sejam tomadas, essa é a forma de salvar a Santa Casa, temos que fazê-la pelo caminho legal”.     

 

O presidente da CPI, Renivaldo Nascimento, explicou que já se tem uma gama de informações e documentos, mas outras oitivas também serão importantes para o processo. “Após esse depoimento se fez necessário a realização de outras oitivas que com certeza embasarão o relatório final para a conclusão dos trabalhos”, explicou.     

 

Além do vereador Renivaldo Nascimento que está na presidência, a CPI dos Filantrópicos, como foi denominada, é composta também pelos vereadores Chico 2000 (PR) como relator, e Toninho de Souza (PSD) como membro.     

 

Desde a útlima segunda-feira (12), a Santa Casa paralisou os atendimentos alegando falta de condições de atender os pacientes. Criada em junho de 2018, a CPI teve o prazo de conclusão prorrogado por mais 120 dias em novembro de 2018. O objetivo é investigar as contratualizações da Santa Casa com a Prefeitura de Cuiabá.

 

(Com informações da assessoria)

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

GD

GD

Enquete

77% dos brasileiros costumam se automedicar. Qual sua opinião?

Parcial

Edição digital

Domingo, 19/05/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,95 1,42%

Algodão R$ 90,99 -0,16%

Boi a Vista R$ 132,00 -0,75%

Soja Disponível R$ 64,65 0,00%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.