Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 21/08/2019

Política de MT - A | + A

compra de vaga 26.06.2019 | 08h35

STF nega recurso de Maggi e processos da Ararath ficam na Justiça Federal

Facebook Print google plus

Marcus Vaillant

Marcus Vaillant

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) rejeitou os embargos de declaração do ex-ministro da Agricultura Blairo Maggi (PP), que pedia para que as investigações em relação a Operação Ararath fossem remetidos para a Justiça Eleitoral.

 

Leia também - Só um conselheiro substituto abre mão de 'verbas extras' do TCE

 

Com a decisão, os autos das investigações que envolvem Maggi serão remetidos de imediatos para o "juízo da 5ª Vara Federal da Seção Judiciária de Mato Grosso, independentemente da publicação do acórdão, nos termos do voto do Relator", diz trecho da decisão proferida nesta terça-feira (25).

Além da questão de Ordem, que buscava se amparar no entendimento da própria Corte Suprema, de que crimes comuns conexos a crimes eleitorais deveria ser remetidos à Justiça Eleitoral, Maggi ainda buscava fazer coom que as investigação envolvendo a suposta compra de vaga no Tribunal de Contas de Mato Grosso (TCEMT), fossem remetidas para a Justiça Estadual.

 

Porém, o pedido foi rejeitado por unanimidade. Para os ministros, os embargos do ex-ministro tinha apenas um caráter "prolatório" para evitar o andamento processual.

Maggi é acusado de ter envolvimento em uma suposta compra de vaga do Tribunal de Contas do Estado (TCE), em 2009. Na ocasião, o então deputado estadual Sérgio Ricardo teria pago R$ 4 milhões ao conselheiro aposentado Alencar Soares Filho, em troca da possibilidade de ocupar sua cadeira na Corte.

 

Para descaracterizar o ato ilícito, Alencar teria devolvido a mesma quantia a Ricardo, dinheiro oriundo de uma factoring, com intermédio do ex-secretário de Estado Eder Moraes e aval do então governador Blairo Maggi.

 

Com a decisão, os autos serão analisados pelo juiz federal Jefferson Schneider da 5ª Vara Federal e responsável pelos processo da Ararath.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Depois da Alemanha, a Noruega suspendeu repasses para a conservação da floresta Amazônica

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 21/08/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 24,20 0,41%

Algodão R$ 90,02 0,51%

Boi a Vista R$ 136,65 -0,42%

Soja Disponível R$ 66,70 -0,30%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.