Publicidade

Cuiabá, Domingo 15/09/2019

Política de MT - A | + A

RECURSOS FEDERAIS 22.08.2019 | 09h26

Valtenir usava 'laranjas' em esquema de propina, diz PF

Facebook Print google plus
Pablo Rodrigo e Yuri Ramires

redacao@gazetadigital.com.br

Gazeta Digital

Gazeta Digital

Investigação da Polícia Federal aponta que o ex-deputado Valtenir Pereira intermediou a contratação de empreiteiras responsáveis por obras de infraestrutura nos municípios de Confresa e Serra Nova Dourada, junto ao Ministério da Infraestrutura, responsável pela liberação de recursos federais.

 

Conforme o delegado regional de Combate ao Crime Organizado da PF, Carlos Henrique Cotta Dangelo, na primeira fase da operação, em janeiro deste ano, após uma análise de documentos apreendidos, ficou constatada a participação de Valtenir, que agia por meio de seus assessores. 

 

Leia também - PF deflagra operação para investigar desvios de recursos e propina em prefeituras

 

Vale ressaltar que um deles é Marcelo Luiz Faustino, que está preso desde as primeiras horas da manhã desta quinta-feira (22), na sede da Polícia Federal, em Cuiabá. “Ele era o canal com Brasília. Facilitava a contratação das empreiteiras, aí quando vinha o recurso do convênio, o grupo desviava”, destacou o delegado à imprensa. 

 

Para se ter uma ideia, só em Confresa o Ministério da Infraestrutura liberou a verba para a construção de 8 pontes. Apenas uma foi construída. Já em Serra Nova, nenhuma das 10 pontes previstas para serem construídas saiu do papel. 

 

Estima-se que R$ 601 mil foram desviados para propina, sendo que em Confresa o valor foi de R$ 413 mil e em Serra Nova R$ 187 mil. 

 

Além de Marcelo, também está preso o ex-prefeito de Confresa, Gaspar Lazzari (PSD). 

 

Justiça não decretou prisão de ex-deputado 

Valtenir não foi preso, conforme o delegado, pois usava os assessores para pegar os valores de propina. “Ele está indiciado, é o responsável, mas a Justiça não decretou a prisão, pois houve o entendimento de que ele não está obstruindo provas”.

 

Apesar de usar os assessores como laranja para se proteger, a PF informou que toda a investigação aponta para a participação de Valtenir. Mandados de busca e apreensão foram cumpridos na casa do ex-deputado. 

 

O celular dele foi apreendido. Valtenir será ouvido pela  na sede da PF em Cuiabá às 15h.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Jornal do Meio Dia - JM

Jornal do Meio Dia - JM

GD

GD

Enquete

Turismo internacional cresce no mundo, mas recua no Brasil segundo a Organização Mundial do Turismo. Qual a principal causa?

Parcial

Edição digital

Domingo, 15/09/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 18,20 1,68%

Algodão R$ 90,52 -0,22%

Boi a Vista R$ 136,00 -0,73%

Soja Disponível R$ 68,80 0,58%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.