Cuiabá, Terça-feira 16/10/2018

Política de MT - A | + A

12.12.2017 | 10h49

Vereador quer cancelar interrogatório de prefeito na CPI do Paletó

Facebook Print google plus

O vereador Adevair Cabral (PSDB) apresentou em plenário um pedido de cancelamento das convocações feitas na última reunião da Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) do Paletó. Entre os convites que o parlamentar quer anular, está o do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB), que é investigado pelos vereadores por suposta quebra de decoro ao ser gravado recebendo dinheiro de um suposto mensalinho na gestão Silval Barbosa.

Otmar Oliveira

Vereador Adeviar Cabral

"O presidente da CPI, resolveu monocraticamente, deliberar acerca do deferimento ou não das oitivas solicitadas. O ato é contra o regime interno porque a decisão tem que ser colegiada. O senhor não pode decidir e resolver o que vai ser feito dentro da CPI", disse o tucano.

Além de Pinheiro, também foram convocados o empresário Marco Polo Pinheiro que é irmão do prefeito, o ex-governador Silval Barbosa e seu ex-assessor Sílvio Correa, Valdecir Cardoso de Almeida, o delegado que comandou a ação da Operação Malebolge Wilson Rodrigues e os agentes da Polícia Federal Marcelo Pimenta e Ada de Oliveira, que fizeram busca e apreensão na casa de Emanuel, também serão ouvidos.

O ex-secretário de Indústria, Comércio, Minas e Energia (Sicme), Alan Zanatta, também foi convocado para prestar depoimento sobre as denúncias de que Pinheiro tentou obstruir a justiça, após Zanatta ter gravado um áudio com o ex-chefe de gabinete Sílvio Corrêa, no qual ele fez declarações sobre o pagamento de mensalinho. O perito judicial Alexandre Pérez que fez a análise do áudio também foi convocado.

Convocações de Adevair - A reclamação do parlamentar se dá porque o presidente da CPI, Marcelo Bussiki (PSB) negou o requerimento do parlamentar convocando membros da administração do prefeito Emanuel Pinheiro (PMDB) para saber se o gestor tem condições de continuar no cargo.

Foram convocados o ex-prefeito de Cuiabá, Mauro Mendes (PSB), Jaime Metello, presidente do Sindicato dos Servidores Públicos do município; José Roberto Stopa, secretário de Serviços Urbanos da Prefeitura de Cuiabá; Marcelo de Oliveira, o “Marcelo Padeiro”, ex-adjunto de infraestrutura da Secopa e atualmente diretor da Águas Cuiabá; e João Custódio, presidente do Sindicato dos Trabalhadores do Ensino Público de Mato Grosso (Sintep-MT). 

Voltar Imprimir

Comentários

Enquete

Na França, quem assoviar para mulher na rua pode ser multado

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 16/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,90 0,92%

Algodão R$ 119,75 0,53%

Boi a Vista R$ 132,15 0,64%

Soja Disponível R$ 71,90 1,41%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.