Publicidade

Cuiabá, Quarta-feira 19/06/2019

Política de MT - A | + A

Bate boca 21.05.2019 | 19h35

Wilson acusa Mendes de aumentar comissionados e folha

Facebook Print google plus

Reprodução/Facebook

Reprodução/Facebook

O deputado estadual Wilson Santos (PSDB) usou a tribuna da Assembleia Legislativa (AL) na noite de terça-feira (21) para criticar a atuação do governo de Mauro Mendes (DEM) nas finanças do Estado. Segundo o parlamentar, após fazer várias críticas à gestão anterior, Mendes aumentou o número de cargos comissionados, os DGAs, e os valores gastos com folha de pagamento.

 

As críticas de Wilson foram baseadas na apresentação do secretário de Estado de Fazenda, Rogério Gallo, durante a manhã de terça-feira em uma audiência na AL. “Ele aumentou o número de cargos políticos no Estado, com 45 novos DGAs. Em 4 meses a economia foi de apenas R$ 23 milhões. Enquanto isso foi de jato de Cuiabá para Macapá. Isso para um homem que fala que tem gestão”.

 

Leia também - Receita cai, estoura LRF e servidores DAS e efetivos devem ser exonerados em MT

 

Esse aumento de cargos, segundo o parlamentar, fez com os gastos com a folha saíssem de R$ 3,4 bilhões no primeiro quadrimestre de 2018, para R$ 3,486 bilhões no mesmo período de 2019. “Dizia que tinha muita gestão, mas o custou baixou 0,5%. Desde o começo venho alertando o governador: ou faz uma reforma séria e profunda, ou vai naufragar”.

 

Outro ponto criticado por Wilson foram os repasses do governo Federal para o Estado na saúde. “O secretário Gallo não soube dizer com precisão quanto a União repassou para Mato Grosso. Ele trouxe um dado de R$ 61 milhões e teve que ouvir do presidente do Sisma, que mostrou dados do Ministério que estão disponíveis na internet, que foi repassado R$ 368 milhões”.

 

Wilson foi rebatido pelo líder do governo na AL, Dilmar Dal Bosco (DEM) que relembrou as dívidas deixadas por Taques para o atual governo, que impactou no pagamento dos fornecedores. “O Estado deu calote em 11.500 empreendedores. Não sei onde isso não é calamidade financeira. Quando o governo fala que não tem dinheiro para investimento, é porque está pagando dívidas da gestão passada. Está questionando os DGAs? Nós estamos questionando o déficit de mais de R$ 1 bilhão”.

Voltar Imprimir

Publicidade

Comentários

Gonçalo de Arruda Marques - 22/05/2019

Wilson Santos deveria para de atrapalhar o Governo e trabalhar mas em prol da comunidade, ele já esqueceu que trabalhou para o governo de Pedrinho e não fez nada, caro companheiro acabou a teta

Ezequiel Ferreira - 22/05/2019

Deputado Wilson Santos então entrega o cargo comissionado da sua esposa para o Presidente do Tribunal de Contas, se está batendo boca com o Mauro Mendes devido o aumento da folha de pagamento, com certeza aumentou a despesa no TCE com ela, será que está trabalhando? Ou está somente recebendo? Eu e a sociedade queremos transparência?

Servidores públicos - 22/05/2019

Não estamos entendendo Deputado Wilson Santos a sua preocupação com a folha de pagamento? Se tivesse muito preoucupado não teria arrumado emprego para sua mulher no Tribunal de Contas do Estado de MT, lá também a folha de pagamento só aumenta a cada dia.E sua mulher afinal está cumprindo a carga horária de Oito horas diárias? Ministério público fica de olho nos cargos comissionados do TCE porque não batem ponto. Conselheiros Substitutos obriguem esses funcionários a cumprirem está carga horária, sendo assim vai ter muitos servidores que entregarão o cargo, devido não suportarem a exigência e consequentemente a folha de pagamento vai diminuir.

3 comentários

1 de 1

Publicidade

Enquete

O que você pensa sobre as mudanças de Bolsonaro para o trânsito?

Parcial

Edição digital

Quarta-feira, 19/06/2019

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem

Publicidade

btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 26,65 -0,56%

Algodão R$ 92,13 0,99%

Boi a Vista R$ 132,50 1,15%

Soja Disponível R$ 65,61 0,20%

Publicidade

Classi fácil
btn-loja-virtual

Publicidade

Mais lidas

Publicidade

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.