Cuiabá, Sexta-feira 19/10/2018

Política Nacional - A | + A

05.02.2018 | 14h03

Em defesa de Cristiane, Marun descarta pressionar PTB para alterar indicação

Facebook Print google plus

Apesar de alguns auxiliares do presidente Michel Temer admitirem que o ideal é que o PTB indique um novo nome no lugar da deputada Cristiane Brasil (PTB-TJ) para a vaga de ministra do Trabalho, o ministro da Secretaria de Governo, Carlos Marun, afirmou nesta segunda-feira, 5, que o governo não fará nenhum pedido ao partido. ‘Não vamos solicitar que o PTB faça qualquer alteração‘, disse o ministro em coletiva de imprensa.

Agência Brasil

Cristiane Brasil é alvo de um inquérito que apura suspeitas de tráfico de drogas e associação para o tráfico durante a campanha eleitoral de 2010

Além de a posse da filha do deputado Roberto Jefferson estar barrada pela Justiça há um mês, no fim de semana surgiram novas acusações contra Cristiane que ampliaram o desgaste em torno de sua indicação.

Conforme revelou o jornal O Estado de S. Paulo no último sábado, Cristiane Brasil é alvo de um inquérito que apura suspeitas de tráfico de drogas e associação para o tráfico durante a campanha eleitoral de 2010. A investigação foi enviada na última sexta-feira, 2, à Procuradoria-Geral da República (PGR), em Brasília, porque Cristiane possui foro privilegiado.

Além disso, no domingo, o programa Fantástico, da TV Globo, mostrou que Cristiane foi flagrada ameaçando servidores públicos para conseguir votos na sua campanha à Câmara dos Deputados, em 2014.

Marun, que é conhecido como da tropa de choque do governo e também por suas declarações polêmicas e sempre otimistas, destacou que a deputada ‘não cometeu nenhum crime‘. ‘Não existe nada provado contra a ministra e nem que a denigra‘, afirmou.

Segundo o ministro, o governo ‘não tem o direito‘ de desistir da prerrogativa privativa do presidente da República que é nomear ministros. ‘Estamos numa luta maior que é pelo respeito à Constituição. Não temos o direito de desistir dela (da prerrogativa constitucional)‘, comentou. ‘O governo continua e vai continuar insistindo na prerrogativa do presidente em nomear ministros.‘

Previdência

Questionado se valia a pena o desgaste e se o governo estaria fazendo isso por causa dos votos do partido para a reforma da Previdência, o ministro disse que o partido de Roberto Jefferson já deve dar a maioria dos votos a favor da reforma. ‘Os votos do PTB (para a Previdência) não são fatores marcantes para nossa decisão (de manter nomeação da ministra).‘

Barco

Na semana passada, Cristiane fez sua defesa própria contra uma condenação em ações trabalhistas a bordo de um barco. Na gravação, ela permitiu que desconhecidos opinassem sobre o tema. 

Voltar Imprimir

Comentários

carlos alberto - 05/02/2018

Também sou filiado no PTB, e para acabar com essa indefinição, aceito ceder meu nome para indicação do partido para o ministério do trabalho.

1 comentários

1 de 1

GD

GD

Enquete

Qual deveria ser a prioridade do próximo presidente?

Parcial

Edição digital

Sexta-feira, 19/10/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21,95 0,46%

Algodão R$ 97,42 -0,45%

Boi a Vista R$ 136,45 0,57%

Soja Disponível R$ 70,00 -0,71%

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.