Cuiabá, Terça-feira 18/09/2018

Política Nacional - A | + A

25.02.2018 | 08h44

Maia volta a criticar ações do governo e pede medidas 'quentes'

Facebook Print google plus

O presidente da Câmara dos Deputados, Rodrigo Maia, voltou a criticar neste sábado (24), o anúncio feito pelo governo federal, de 15 medidas econômicas que já estavam em pauta, como forma de compensar o fracasso da votação da reforma da Previdência.

Divulgação

'Se não há Previdência, não é essa agenda velha que vai dar solução. São outras soluções, quentes, que devem ser dadas para o Brasil sobreviver em 2019', completou.

Segundo Maia, que se referiu às medidas como "um café velho e requentado", o governo não precisa falar para ele quais os projetos que devem ser colocados em votação. "Essas medidas estão na agenda desde o ano passado, não precisa me procurar para falar que eu tenho que votar a reoneração da folha, Eletrobras, agências reguladoras", afirmou.

"Se não há Previdência, não é essa agenda velha que vai dar solução. São outras soluções, quentes, que devem ser dadas para o Brasil sobreviver em 2019", completou.

Segundo Maia, o teto de gastos do governo "vai explodir em 2019". "Já existem economistas falando em uma explosão de R$ 20 bilhões", disse.

De acordo com o deputado, o que o governo precisa é lançar ações para diminuir os gastos do governo e aumentar a arrecadação sem aumentar impostos.

Eletrobras

O projeto de lei que autoriza a oferta de venda de ações da Eletrobras será colocado em votação apenas em abril, confirmou Maia, que viajou ao Rio de Janeiro para lançar o Observatório das ações da intervenção federal no Estado.

O deputado ressaltou que, por tirar o controle da empresa das mãos do governo, com a redução da participação para 40% do capital, é necessário um amplo debate, que passará também por questões que afetam as empresas da estatal, como a Chesf, que administra o rio São Francisco, um dos maiores do País.

"Está se pensando em criar uma agência para cuidar da revitalização do Rio São Francisco, é um debate que não pode ser feito em 48 horas", afirmou. 

Voltar Imprimir

Comentários

SILAS ANDRADE BARRETO - 26/02/2018

rodrigo pensando que vai enganar o povo brasileiro depois de ajudar tanto michel temer e seu bando agora que passar pra populaçao que e um menino bonzinho aos poucos esta querendo tirar a sua imagem junto da de michel temer pra ser caditado a presidente a mim vc nao engana rodrigo !!!

1 comentários

1 de 1

Enquete

Que proposta voltada às mulheres deveria ser contemplada pelos candidatos?

Parcial

Edição digital

Terça-feira, 18/09/2018

imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
imagem
btn-4

Indicadores

Milho Disponível R$ 21.900 0.920

Algodão R$ 119.750 0.530

Boi a Vista R$ 130.750 0.000

Soja Disponível R$ 70.740 -0.830

Classi fácil
btn-loja-virtual

Mais lidas

O Grupo Gazeta reúne veículos de comunicação em Mato Grosso. Foi fundado em 1990 com o lançamento de A Gazeta, jornal de maior circulação e influência no Estado. Integram o Grupo as emissoras Gazeta FM, FM Alta Floresta, FM Barra do Garças, FM Poxoréu, Cultura FM, Vila Real FM, TV Vila Real, o Instituto de Pesquisa Gazeta Dados, Gráfica Millenium e o Portal Gazeta Digital.

Copyright© 2018 - Gazeta Digital - Todos os direitos reservados Logo Trinix Internet

É proibida a reprodução do conteúdo desta página em qualquer meio de comunicação, eletrônico ou impresso, sem a devida citação da fonte.